Jovens trocam vestibular por concurso

Jovens trocam vestibular por concurso

Atualizado: Segunda-feira, 26 Setembro de 2011 as 11:32

Em busca de estabilidade financeira para pagar cursos superiores e de tempo livre para se dedicarem aos estudos, jovens têm optado por concursos públicos antes de prestarem o vestibular.

Levantamento feito a pedido da Folha pelos preparatórios para concursos Concurso Virtual e Academia do Concurso Público mostram o aumento dessa clientela.

No Concurso Virtual, que dá aulas pela internet, 45% dos alunos têm de 19 a 25 anos. Em 2009, eles representavam 27% do total, uma alta de 18 pontos percentuais.

Na Academia do Concurso, a diferença é menor, mas, segundo o diretor, Paulo Estrella, demonstra uma tendência que é percebida em sala de aula. Os alunos sem curso universitário, que representavam 36,9% em 2009, são hoje 39,2%.

Para Estrella, os números mostram uma nova estruturação, visto que o total de alunos teve brusca queda entre 2010 e 2011, passando de 21.608 para 14.950.

Brane Leandro, 20, é um dos novos estudantes. Empregado como estoquista em uma loja de roupas, decidiu que, para estudar para o vestibular de administração em universidade pública, teria de estar em cargo que exigisse menos tempo de dedicação, como serviço público.

Em maio, pediu para ser demitido. O seguro-desemprego providenciou o dinheiro para as mensalidades do cursinho. Quando passar em um dos três concursos que tenta, garante que vai usar parte do dinheiro para um pré-vestibular. "Depois de terminar a faculdade de administração, quero fazer concurso para nível superior."

FALTA DE EXPERIÊNCIA

Para Marcello Marques, diretor do Concurso Virtual, casos como o de Leandro são cada vez mais comuns por conta da alta concorrência e do baixo número de vagas de faculdades públicas.

"A outra opção que eles [vestibulandos] têm é buscar financiamento para pagar o curso, mas ninguém quer começar a carreira já com dívida", explica.

Quanto ao motivo de optarem pela carreira pública, em vez de empresas privadas, Marques afirma que a falta de experiência pesa na hora da contratação, o que não ocorre em concursos.

O aumento da necessidade de fazer curso superior para conseguir melhores empregos é um dos responsáveis pela opção do concurso público em vez de vestibular.

A conclusão é de Maria Thereza Sombra, diretora- executiva da Anpac (Associação Nacional de Apoio e Proteção aos Concursos).

Para ela, a necessidade de estudar faz com que optem pela carreira pública, e não pela privada. "A garotada vê que precisa de curso superior, mas nem sempre tem condições financeiras para tal."

Formada no ensino médio em 2010, Juliana Abreu Lopes, 19, prepara-se para concursos desde o início do ano. "Tentei bolsa em faculdade particular, mas não consegui. Como vou ter que trabalhar para pagar o curso, preferi buscar um cargo público", conta a estudante.

Fona: F5 / Folha

veja também