Juiz do Rio expede ordem para recolher livros com conteúdo considerado impróprio para menores

'50 tons de cinza' recolhido de livrarias

Atualizado: Sexta-feira, 18 Janeiro de 2013 as 2:37

 

Após o sucesso da saga ‘Crepúsculo’ de Stephenie Meyer, a nova febre ente os adolescentes é o livro “50 tons de Cinza” de E.L. James que descreve a vida sexual de um jovem casal, mas parece que a justiça do Rio não está gostando muito da história.

Na última segunda-feira (14) um juiz da segunda Vara de Família, da Infância, da Juventude e do Idoso de Macaé, na região norte do Estado do Rio de Janeiro, expediu uma ordem para que fossem recolhidos livros com conteúdo considerado impróprio para menores de 18 anos em duas livrarias da cidade.

O juiz, Raphael Baddini de Queiroz Campos, deu a ordem, motivado em partes, pelo sucesso do livro "50 Tons de Cinza" e declarou em sua ordem de serviço que o título está exposto nas livrarias e pode ser folheado por menores de idade.

A decisão do juiz teve como base o artigo 78 do Estatuto da Criança e do Adolescente, de 1990, que determina que livros com conteúdo erótico devem estar expostos em embalagens lacradas.

Na segunda-feira, dois policiais e dois comissários da vara foram à livraria Nobel e a uma segunda, cujo nome não foi divulgado, e recolheram o material. A ação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, mas quantidade de exemplares recolhida não foi divulgada.

Pois é, os fãs menores de idade da nova saga de E.L. James que moram em Macaé, já podem ir se despedindo de Christian Grey e Anastasia Steele, pois tão cedo eles vão saber como termina o fim desse 'romance' quente.

50 tons de cinza

 

 

com informações de: Folha Uol

veja também