Mesmo com Google+, Facebook e Twitter continuam crescendo

Mesmo com Google+, Facebook e Twitter continuam crescendo

Atualizado: Sexta-feira, 26 Agosto de 2011 as 2:02

Apesar do frenesi pela chegada do Google+, os rivais Facebook e Twitter continuam em uma ascendente em termos de audiência. O primeiro atraiu 162 milhões de visitantes únicos em julho – alta de 11% em relação ao mesmo período do ano passado – enquanto que o microblogging atingiu 33 milhões - crescimento de 32%. Os números são do instituto comScore.

O LinkedIn não ficou atrás. Conquistou 32 milhões de internautas, o que representa um aumento de 45% frente a julho de 2010. Destaque para o Tumblr, que, embora não esteja à altura de seus rivais - 13 milhões de visitantes - viu sua audiência mais que triplicar (218%).

Por outro lado, o MySpace - outrora líder do setor - continua em queda: caiu 45%, de 61 milhões de internautas para 33 milhões. Já o tão comentado Google+ ainda não entrou na disputa. De acordo Andrew Lipsman, vice-presidente da comScore, a rede social da gigante começará a ser monitorada em setembro.

No começo deste mês, o instituto relatou que o Google+ precisou de menos de 30 dias para alcançar a marca de 25 milhões de usuários – para obter o feito, o Twitter demorou dois anos e meio, e o Facebook, três. Ainda assim, o portal não parece estar roubando a audiência de seus rivais.

"Não fiquei surpreso com crescimento do Twitter e do Facebook", afirmou Lipsman. "O mercado das redes sociais não é um jogo em que um ganha e todos os outros perdem. Nos últimos anos, os internautas têm se mostrado dispostos a incorporar diversos portais à sua rotina, de modo que o Google+ possivelmente servirá para incrementá-la".

Mas, afinal, o novo produto da companhia de Mountain View poderá bater de frente com seus rivais? "É muito cedo para fazer uma previsão", disse o executivo. "O setor continua crescendo, o que significa que mais sites poderão entrar no jogo e conquistar uma parte do bolo".

Por fim, Lipsman ressaltou o ganho de popularidade do Twitter. Segundo ele, o site atraiu usuários em ocupam categorias extremas: os adolescentes e os adultos com mais de 55, o que pode significar que seu público está começando a se diversificar.

Via: idgnow

veja também