Minha amiga sofre bullying, e agora?

Minha amiga sofre bullying, e agora?

Atualizado: Quarta-feira, 14 Setembro de 2011 as 9:33

Quando a gente está na adolescência é comum fazer algumas brincadeirinhas com nossos colegas de sala e também ser alvo das piadinhas. Quando isso acontece de vez em quando, podemos considerar normal, já que lidar com as diferenças faz parte do processo de amadurecimento. Mas quando essas brincadeiras começam a ter uma certa frequência, elas já não são mais consideradas brincadeiras e sim agressões e recebem um nome: bullying.

E quando o bullying é com a sua BFF? O que a gente pode fazer para ajudá-la?

Adulto amigo Muitas vezes a vítima do bullying tem vergonha de falar sobre as agressões que sofre ou tem medo de falar e ser ainda mais agredido. Então acaba optando pelo silêncio. Você como amiga da pessoa deve tomar atitudes para o problema ser resolvido, mesmo que a sua amiga não queira. Uma das primeiras atitudes que você pode tomar é conversar com um adulto e contar o problema. Dentro da escola, a melhor pessoa para resolver a questão é o diretor, mas se você prefere conversar com alguém que se sinta mais à vontade, fale com o seu professor preferido. Ele vai te ouvir e com certeza vai ajudar.

Você amiga É fundamental que diante dessa situação, você seja ainda mais BFF da sua amiga. Quando alguém for zoar com ela, interfira e peça para os agressores pararem. Se eles continuarem, fale com cada um em particular e explique o que eles estão fazendo. Muitas vezes, os agressores não têm consciência de que estão praticando uma agressão. Para muitos, a agressão só envolve violência física e como a gente já sabe, isso não é verdade! Os danos deixados na vítima são tão ou mais profundos que os danos deizados em uma vítima de violência física.

Punição Converse também com os pais da sua BFF. Eles vão saber como falar com a filha sobre o problema e também vão encontrar um jeito de ajudá-la. Se nada disso adiantar, recorra ao diretor. Ele vai vai conversar com os agressores e se o problema perssistir, vai puni-los de alguma maneira. Que tal lançar uma campanha na escola, promovendo palestras e organizando grupos de estudos sobre o assunto? A melhor forma de abordar um assunto polêmico é promovendo discussões sobre ele.

BFF Por último e não menos importante: não deixe de sair com a sua amiga! Ela pode ficar um pouco triste e desanimada no começo, mas tente arrastá-la com você para os lugares. Se ela insistir em não querer sair de casa, comece com programas mais lights, como reunir as meninas e assistir filme. Que tal apresentar alguns gatinhos pra ela também? Novas amizades podem deixá-la animada e feliz! Por isso, faça a sua parte e contribua com o fim das “brincadeirinhas” de mal gosto.    

veja também