MENU

Geral

Momento é bom para buscar estágio

Momento é bom para buscar estágio

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:17

Descansar. É exatamente o que querem os jovens após concluir o ano letivo. Mas, engana-se quem pensa que as oportunidades de estágio só serão abertas após o Carnaval. Muito pelo contrário. É em dezembro e no início do ano que as empresas e órgãos públicos recrutam para repor vagas, já que muitos contratos vencem coincidindo com a formatura de estudantes e com a efetivação de estagiários.

O Centro de Integração Empresa-Escola, por exemplo, estima a abertura de 40 mil vagas de estágio no Estado de São Paulo até o fim de fevereiro. Dessas, 14 mil se localizam na Capital e as demais estão distribuídas pelas cidades do Interior e Grande São Paulo. Nacionalmente, espera-se a abertura de 72 mil postos de estágio.

"No Grande ABC estão disponíveis cerca de 500 oportunidades para estudantes dos ensinos Médio, Técnico e Superior. Este é o momento de se buscar uma colocação no mercado. As empresas querem iniciar o ano já com os estagiários contratados", afirma o supervisor do Ciee de São Bernardo, Edson Grossi.

Ele explica que entre as sete cidades 70% dos postos oferecidos pelas companhias são destinados para quem cursa o Ensino Superior, 40% para quem está no nível Técnico e 10% para aqueles que irão concluir o Ensino Médio. "Atualmente, os estudantes de Administração, Recursos Humanos e Comércio Exterior ocupam grande parte das oportunidades. Não podemos deixar de destacar as empresas do setor de serviços, como de informática, escritórios e assessorias", explica Grossi.

OTIMISMO - Para o presidente do Núcleo Brasileiro de Estágios, Carlos Henrique Mencaci, o volume de oportunidades abertas aos estudantes nesta temporada (dezembro, janeiro, fevereiro e março) será 12% maior do que a anterior. "Neste começo de ano teremos, no mínimo, 28 mil vagas abertas. É um bom indicador", avalia.

Para ele, essa é uma excelente época para os que não têm experiência. "O estudante tem necessidade de colocar em prática tudo aquilo que aprende. O estágio é uma forma muito simples disso acontecer."

CADASTRO - Interessados em concorrer às vagas de estágio devem, em primeiro lugar, fazer cadastro nos sites de currículos. O Ciee e o Nube, por exemplo, oferecem o serviço de gratuitamente.

"O importante é sempre atualizar os informações pessoais e comparecer às entrevistas e dinâmicas em grupo agendadas, esta é uma forma de aumentar as chances de participar dos processo de seleção", diz Mencaci.

Serviço: Cadastros são realizados pelos endereços eletrônicos do Ciee ( www.ciee.org.br ) e do Nube ( www.nube.com.br ).

Currículo bem feito é porta de entrada

De nada basta ter conhecimentos técnicos e comportamentais se o estudante não conseguir demonstrar todas suas habilidades. Partindo desse pressuposto, o currículo é o primeiro contato entre empresa e o candidato. Por esta razão, é importante montar boa apresentação.

Segundo o presidente do Núcleo Brasileiro de Estágios, Carlos Henrique Mencaci, aqueles que não têm experiência profissional para colocar em destaque podem utilizar de atividades extracurriculares, filantrópicas e até acadêmicas que foram realizadas. "As companhias valorizam muito pessoas que têm interesse em participar de algum projeto, seja vinculado à profissão ou não. Além de enriquecer o currículo, o estudante engajado em atividades diferenciadas, geralmente, é mais pró-ativo e lida melhor com pessoas - essencial no mundo corporativo", aponta.

As viagens internacionais também são bastante apreciadas. "Quem morou fora ou fez intercâmbio, por exemplo, amadurece mais rápido, tem vivências fundamentais para o início da vida adulta", comenta Carlos Henrique.

OPORTUNIDADES - Nesta semana, o Nube e o Centro de Integração Empresa-Escola disponibilizam 14.486 oportunidades no País. Os postos de trabalho são para estudantes dos ensinos Médio, Técnico e Superior, período matutino ou noturno. Há também vagas para alunos do curso Técnico, que devem horas de estágio obrigatório. Os valores das bolsas-auxílio variam entre R$ 300 e R$ 1.431,62.

Nova lei completa três anos e contribui para mudar mercado

Ao analisar os três anos da nova Lei do Estágio (11.788/08), o Centro de Integração Empresa-Escola avalia que seu grande mérito foi reforçar o caráter pedagógico do estágio como ferramenta fundamental de capacitação prática de estudantes, mantendo a isenção de encargos trabalhistas e previdenciários e oferecer mais segurança jurídica às companhias que realizam programa de estágio.

Com a mudança, as empresas tiveram que se adequar às novas regras, como a de auxílio-transporte obrigatório, direito a recesso remunerado e redução na jornada máxima diária de estágio - de dois anos.

via: diario do Grande ABC

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições