Namoro segundo a vontade de Deus - Os outros

Namoro segundo a vontade de Deus - Os outros

Atualizado: Sexta-feira, 20 Abril de 2012 as 2:51

Este é mais um post sobre o “namoro”. Este é um assunto importante, pois trata de um relacionamento que desemboca no casamento, que por sua vez, estrutura famílias, que é a base da sociedade e das igrejas. Por isso, continuamos em nossa caminhada para tentar contribuir, de alguma maneira, com a resposta do que é um casamento segundo a vontade de Deus. É lógico que não pretendemos ser a resposta final no assunto; longe disso! Nossa intenção é, apenas, refletir e contribuir na busca destas respostas. Pois bem, neste texto falaremos sobre os “outros”.

Um namoro é um relacionamento entre duas pessoas. Infelizmente, a maioria dos casais de namorados leva isso muito a sério e esquecem-se do resto do mundo, que passam a serem “outros”. As outras pessoas passam a ser meros coadjuvantes, no filme da vida dos dois, que só se preocupam um com o outro.

Não são raras às vezes em que, um casal começa a namorar, e, abandona seus amigos, ignora seus pais, deixam de lado seus irmãos – os da igreja e os sanguíneos. Vivem, apenas, um em função do outro, como se nada mais existisse. Exigem exclusividade irrestrita. Harris (2001, p. 37) diz que muitos são os que “terminam seus namoros e encontram quebrados os seus laços de amizade com os outros”. Isso é muito perigoso!

Na Bíblia encontramos um princípio muito importante sobre a maneira correta de mostrarmos amor uns pelos outros. Vejamos: Que o amor de vocês aumente cada vez mais em conhecimento e em toda a percepção (Fp 1:9). A palavra “conhecimento” aqui indica os princípios espirituais que devem guiar os nossos relacionamentos uns com os outros.

Apesar do texto se referir ao “amor fraternal”, entre os crentes em Jesus, os casais de namorados não perderiam em nada se o aplicassem em seu relacionamento. O amor não pode ser cego, conforme é encarado e declamado no conhecimento popular. Ele deve aumentar em conhecimento e percepção. Por isso, quem namora: ame de forma inteligente! Não se afaste dos seus amigos. Não ignore seus pais. Não despreze seus irmãos.

Os “outros” são pessoas que existem e se importam com vocês. Se o seu namoro o afasta das outras pessoas, é sinal que ele pode não estar sendo “segundo a vontade de Deus”. Tome cuidado.

 

Por Eleilton Freitas

veja também