Novo programa incentiva ensino técnico a alunos do ensino médio

Novo programa incentiva ensino técnico a alunos do ensino médio

Atualizado: Terça-feira, 12 Julho de 2011 as 9:11

O governo de São Paulo lançou nesta segunda-feira (11) um programa para aumentar o número de estudantes do ensino médio em cursos técnicos no estado. Segundo o governador Geraldo Alckmin, serão oferecidas 30 mil vagas em escolas particulares para estudantes neste ano. A partir de 2011, o programa terá a parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

Será aberta uma chamada pública para as escolas mostrarem interesse em participar do programa. A previsão é de que as vagas sejam abertas em escolas de 155 municípios com população acima de 40 mil habitantes. O investimento no projeto, previsto para este ano, é de R$ 60 milhões. "O governo vai comprar vagas", diz o governador Geraldo Alckmin.

O calendário prevê que a relação das instituições credenciadas para oferecer os cursos técnicos seja publicada até 23 de agosto. Entre esta data e 4 de setembro, os alunos de escolas estaduais que estiverem no 2º ano do ensino médio poderão se inscrever para concorrer às vagas.

A ideia é que o estudante faça o ensino médio em um turno na escola pública e, em outro turno, curse o curso técnico na escola particular. Unidades do Sistema S (escolas do Sesi e Senai) também poderão oferecer vagas.

Caso haja mais candidatos do que vagas, haverá sorteio, previsto para ocorrer em 5 de setembro. O custo será de R$ 2.500 por aluno anualmente. As matrículas estão previstas para ocorrer entre 6 de setembro e 13 de setembro. De 14 de setembro a 20 de setembro, haverá matrícula dos excedentes. As aulas devem começar em outubro, segundo o governo de São Paulo.

Parceria

A partir do primeiro semestre de 2012, serão oferecidas mais dez mil vagas para estudante que queiram fazer o ensino médio e o curso técnico ao mesmo tempo em três anos.

Do total, 8 mil vagas serão disponibilizadas pelo Centro Paula Souza, e outras 2 mil em escolas do Instituto Federal em São Paulo. Para entrar no Centro Paula Souza, os estudantes prestarão "vestibulinho". Já para vagas em institutos federais, haverá sorteio, de acordo com a diretora do Centro Paula Souza, Laura Laganá.

Para não perder a vaga no curso técnico, o aluno não poderá abandonar o ensino médio.

"O desafio é reforçar o ensino médio para o aluno terminar os estudos e para que a escola seja atrativa", diz Alckmin. "Nosso segundo objetivo é melhorar o casamento entre educação profissional e o mercado de trabalho. Hoje, temos 31 mil vagas no Emprega São Paulo não preenchidas por falta de qualificação", afirma o governador.

"A parceria vem suprir ou permitir que sejamos mais ousados que fomos até agora. Vamos mostrar a população que educação é fundamental e a união dos governos acelera o processo. Iremos incluir também prefeituras na articulação", disse o reitor do IFSP, Arnaldo Augusto Ciquielo Borges.

Segundo o secretário da Educação de São Paulo, Hermann Vorwald, o programa, batizado como Rede Ensino Médio Técnico, tem a previsão de chegar a 150 mil vagas oferecidas em 2014.

veja também