O desafio de jovens que vão morar sozinhos depois do vestibular

O desafio de morar sozinho depois do vestibular

Atualizado: Quarta-feira, 8 Fevereiro de 2012 as 8:08

Depois do esforço para passar no vestibular, os jovens universitários ainda têm mais um desafio: administrar a própria casa longe do conforto dos pais. Estudantes de Marília, no interior de São Paulo, contam suas experiências.

Passar no vestibular foi fácil perto dos desafios que a estudante Jaqueline Brandão enfrenta agora. “Morando com os pais tudo é tranquilo. Quando você chega em casa tem comida pronta e não precisa se preocupar com contas, e morar sozinha não é tão fácil quanto parece”, diz.

Além de perder todo o conforto, sair da casa dos pais é aprender a lidar com as despesas e muitas vezes com um orçamento bem reduzido. A solução para muitos é dividir as contas. A estudante Nádia Barros do Nascimento desistiu de morar sozinha e partiu para uma república em Marília. “Meus gastos mensais de R$ 420 caíram para R$ 200”, conta.

Mas nem todo mundo consegue conviver com as diferenças e repartir as despesas e tarefas. O economista Eduardo Rino diz que a primeira dica é dividir todas as contas fixas. Aquelas que têm que ser pagas todos os meses, como água, energia elétrica, telefone, internet e aluguel. “Se a refeição é feita em casa, a compra do mês também tem que ser dividida. Já as guloseimas, cada um pode comprar a sua, por conta da preferência”, diz.

Se a república tem uma faxineira, o valor pago a ela também tem que ser dividido. Senão, o ideal é fazer uma escala para que cada integrante da casa ficar responsável pela limpeza em determinada semana.

 

veja também