O que é mais fácil no Enem 2012: inglês ou espanhol

O que é mais fácil no Enem 2012: inglês ou espanhol

Atualizado: Quarta-feira, 20 Junho de 2012 as 12:44

Muitos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 ficaram confusos ao se inscrever para a prova, pois não sabiam qual seria a melhor opção de idioma a fazer.

Para ajudar os leitores que ficaram inseguros com sua escolha, a Universia Brasil conversou com professores de inglês e espanhol de dois cursinhos do estado de São Paulo para saber qual seria a melhor opção.

A estudante Nathalia Finazzi, 17 anos, escolheu o inglês devido ao seu convívio com o idioma. "Fiquei confusa porque o espanhol tem muito mais proximidade com o português, mas vemos o inglês desde muito cedo." 

Nathalia conta que costuma assistir a séries de TV norte-americanas e ouvir músicas em inglês, o que facilitou sua opção. "Fiz a prova ano passado e também escolhi o inglês. Comparada com outros vestibulares, como a Fuvest, achei a linguagem muito mais fácil”, diz a candidata.
 
Ao optar pelo espanhol, a estudante Mariana Resende, 17 anos, também levou em conta os mesmos fatores que Nathalia. "Nunca tive facilidade com o inglês na escola e ia muito mal. Mas sempre assisti às novelas e ouvi músicas em espanhol e falo o básico do idioma." Mariana faz o Enem pela primeira vez esse ano, mas demonstra segurança na escolha. "Desde que decidi o que iria fazer na faculdade já sabia que escolheria o espanhol no Enem."
 
A polêmica em torno dos idiomas foi gerada, principalmente, pela proximidade do espanhol com o português. As opiniões entre os professores são divergentes. Para a professora de espanhol do cursinhoAnglo Vestibulares, Eliana Faganello Ahumada, "os alunos que optam pelo espanhol por acharem que é mais fácil enganam-se porque os idiomas têm a mesma raiz linguística, mas características distintas".Sirlene Aparecida Aarão , professora de inglês do cursinho Anglo Vestibulares, argumenta que "não podemos confundir, mesmo possuindo a mesma origem, o espanhol e o português têm muita diferença". Já o professor de espanhol da Oficina do Estudante, Hernan Bastidas , diz que "para quem não tem conhecimento nenhum dos idiomas, ou apenas o básico dos dois, é preferível optar pelo espanhol".
 
Independente da escolha feita pelos candidatos, o importante para as provas de idioma do Enem são as informações que o aluno traz consigo. A professora de inglês do cursinho Oficina do Estudante, Verônica Motta , explica que normalmente são conteúdos recorrentes na mídia. "São textos mais leves, próximos do dia a dia e, independente do idioma selecionado, é a bagagem cultural do estudante que irá fazer a diferença. As questões não estão associadas à facilidade com a língua, mas sim com o conteúdo."
 
Os idiomas na prova de Linguagens e Códigos e suas Tecnologias do Enem começaram a ser cobrados em 2010 e desde lá é possível perceber que o Enem preza pela interpretação de texto. A professora Eliana Faganello explica que "não é só entender o que está escrito nos textos, mas também o entorno, o contexto do assunto levantado".
 
Faganello aconselha os alunos a “ver as características e cultura dos países que falam o idioma, principalmente o espanhol, e que estão ao redor do Brasil”. Para a professora Sirlene Aarão o hábito de leitura é essencial. "O aluno que presta o exame deve estar atualizado. Deve saber o que está acontecendo no mundo e como isso interfere na vida dele."
 
Entre os possíveis temas que cairão nas provas, o professor Hernan Bastidas , indica a crise econômica mundial, mas especificamente na Espanha, "principalmente pelo idioma", e o trabalho escravo na América Latina."Esse assunto tem sido muito comentado, principalmente no estado de São Paulo, por conta dos imigrantes bolivianos que vêm para o País".
 
Além disso, os alunos devem estar atentos para questões sobre sustentabilidade e para os gêneros textuais. A professora Sirlene explica que o candidato deve "analisar os diferentes gêneros que costumam ser apresentados na prova, como propagandas, cartoons, textos científicos e letras de música".

Sobre o Enem 2012

Enem 2012 tem mais de 6,4 milhões de inscritos. As provas acontecem nos dias 3 e 4 de novembro, a partir das 13h. No dia 3 de novembro, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, até as 17h30. Já no dia 4 serão realizadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, que terminarão às 18h30. 

Os gabaritos das provas objetivas do Enem serão divulgados no site http://www.inep.gov.br/enemno dia 7 de novembro. Os candidatos poderão acessar os resultados individuais a partir de 28 de dezembro. Basta inserir o número de inscrição e senha ou CPF e senha no endereço eletrônicohttp://sistemasenem2.inep.gov.br/
 
O Enem é pré-requisito para quem quer participar de programas de acesso ao Ensino Superior como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e as bolsas de estudo no exterior do Ciências sem Fronteiras.

veja também