Oscar Filho: Temperamental

Oscar Filho: Temperamental

Atualizado: Quarta-feira, 4 Maio de 2011 as 3:02

Ela tem fome e quer sair para comer, mas não sabe onde. Ele dá várias opções de lugares, eles discutem e, no fim, não vão para lugar algum

Ronaldo e Daniela estão assistindo a TV. Daniela pega o controle remoto e aperta o "mudo".

- Rô, tô com fome. Me leva pra jantar?

- Ahãããã. - Pegando o controle e aumentando o volume.

- Rôôôôô... - Toma o controle da mão dele.

- Oi?

- Me leva pra comer?!?

- Sim, levo. Onde você quer comer?

- Ah, não sei. Pensa em algum lugar aí.

- Mas é você que tá com fome.

- Você não tá?

- Não.

- Mas pensa em algum lugar legal.

- Dani, não sou eu quem está com fome. É você.

- Nossa, mas não dá pra pensar em algum lugar?

- O que você quer comer?

- Ah, não sei. O que você acha?

- Dani... Deixa eu ver se eu consigo te explicar de uma maneira que fique óbvia...

- Mas eu não sei, Rô. Caramba, me ajuda.

- Massa?

- De noite?

- Hummm... Japa? Lanche? Salada? Sopa? Padoca?

- Hummm... será? Ahhh, não...

- Então não sei. - Pegando o controle outra vez.

- Rô, dá pra prestar atenção em mim e parar de ver TV? - Tomando o controle outra vez.

- Árabe? Mexicano? Tailandês? Indiano?

- Hummm... não, não... não... não...

- Antártida?

- Comida da Antártida? Como é isso?

- Você vai até o freezer e come todo o gelo que tem lá dentro. (Daniela bufa de raiva) Dani, se você não sabe o que quer comer, eu é que vou saber? (Ela não responde) Ai, Dani, desculpa. Foi só uma piadinha. (Ela aumenta o volume da TV) Dani? Dani?? Tá bom, vai. A gente pega o carro, vai pra rua e a gente decide junto no caminho, tá?

- Não.

- Por quê?

- Perdi a fome.

Por: Oscar Filho

veja também