Para jovens paulistanos, felicidade está na realização profissional

Para jovens paulistanos, felicidade está na realização profissional

Atualizado: Quinta-feira, 23 Setembro de 2010 as 2:29

Uma pesquisa realizada pela ABMN (Associação Brasileira de Marketing & Negócios) revelou que uma parcela significativa dos jovens paulistanos, inseridos nas classes A e B, foram preparados para atuarem em um ambiente de alta competitividade profissional.

Tal característica tornou-se uma missão de vida para esses jovens. Isso porque, de acordo com a pesquisa, entre os 456 garotos e garotas analisados, 27% disseram que a felicidade está na realização profissional, à frente de ter muitos e bons amigos, bom relacionamento familiar, sucesso financeiro, realização amorosa e ter um carro melhor.

Virtudes

Quando incitados a analisarem as virtudes mais presentes em cada um, observou-se que a coragem e o senso de justiça foram os mais citados pelos jovens. O primeiro, que arrebatou o índice de 3,31, em uma escala de 0 a 4, se caracteriza por bravura, perseverança e integridade. Nesse quesito, homens e mulheres ficaram praticamente empatados nas respostas: 3,31 e 3,29, respectivamente.

Já o segundo, com média de 3,28, denota cidadania, imparcialidade e liderança. As mulheres demonstraram um nível maior de identificação com essa característica: 3,36, contra 3,19 dos homens.

Forças Pessoais

Foi perguntado também quais as cinco maiores forças pessoais, por nível socioeconômico – classes A1, A2, B1 e B2, numa escala de 0 a 4.

Os respondentes da classe B2 apresentaram o maior nível de imparcialidade (3,67), enquanto os da B1 registraram o menor índice entre os pesquisados (3,31). Com relação à integridade, a classe A2 apresentou o maior resultado: 3,46. Por outro lado, os jovens da B2 registraram o menor índice, de 3,23.

Entre os outros índices mensurados estavam: inteligência social (A2 com maior índice, de 3,39; A1 com menor índice, de 3,21), perseverança (A2 com maior índice, de 3,16; B2 com menor índice, de 3) e postura crítica (A1 com maior índice, de 3,7; B1 com menor índice, de 2,91).

veja também