Pesquisa da Unifesp ajuda adolescentes obesos a emagrecer

Pesquisa da Unifesp ajuda adolescentes obesos a emagrecer

Atualizado: Terça-feira, 6 Dezembro de 2011 as 1:54

Uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) sobre obesidade em adolescentes de 15 a 19 anos está recrutando jovens, até 15 de dezembro, para iniciar no programa. São 100 vagas e as novas turmas começam no mês de janeiro.

Ser voluntário pode ser uma boa alternativa para quem procura atendimento médico especializado. "A família e a escola precisam enxergar a obesidade como uma doença que é de difícil controle e requer tratamento em longo prazo", explica a coordenadora da pesquisa, Ana Dâmaso.

Até agora, 300 voluntários participaram do estudo e os resultados são animadores. Com apoio de nutricionistas, psicólogos, médicos e muito exercício físico, cada um deles perdeu 10 quilos. Os pacientes também aprendem o que pode ou não pode.

Cuidados com a alimentação ajudam a evitar a gordura no fígado, pressão alta, diabetes e depressão. Yasmin Ferreira emagreceu 16 quilos. O tempo passou e veio o efeito sanfona: ela engordou 8 quilos. "Foi o vestibular. Em casa a gente exagera, come muita coisa, muito doce."

Passada a tensão, ela diz que agora vai ser à risca o que aprendeu com os cientistas. "A partir de hoje vou tentar comer de três em três horas, verduras, legumes. O doce eu vou tentar evitar, deixar para o fim de semana se eu tiver com muita vontade. Atividade física todo dia, não vou parar", diz Yasmin.

Já Camila Andrade Silva, de 19 anos, passou do manequim 48 para 42. Além de emagrecer, a saúde também melhorou. Em um ano, ela se livrou de 20 quilos - 15 deles só de gordura. "Hoje eu me sinto muito melhor."

Pesquisas

Cada pesquisa precisa de voluntários diferentes. Cada paciente recebe um termo de consentimento livre e esclarecido que explica tudo o que acontecerá com a pessoa. No Brasil, os voluntários não ganham dinheiro para participar do estudo. Quem se inscreve, antes de ser aprovado passa por triagem de exames clínicos, entrevista e questionário.

PESQUISA DESCRIÇÃO INSCRIÇÕES Obesidade na adolescência Recrutamento de adolescentes obesos com idade entre 15 e 19 anos e disponibilidade de horário no período da tarde, para participarem como voluntários. Quem quiser se inscrever tem que entrar em contato pelo telefone (11) 5572-0177, das 9h às 16h, para agendar uma entrevista até o dia 15 de dezembro. Zumbido Os voluntários passam por exames de audiometria para checar se tem ou não perda de audição. Se tiver, não pode participar da pesquisa. Ainda há 35 vagas para pessoas com zunido e 20 vagas para pessoas saudáveis (grupo controle). Inscrições podem ser feitas pelos telefones: (11) 5576-4845 ou (15) 9705-5433, falar com Luci ou Maura. Interferência de películas filtrantes automotivas na visão do motorista Voluntários com idade entre 45 e 65 anos, de ambos os sexos, para a pesquisa. O voluntário não pode ter histórico de doença ocular grave, diabetes, hipertensão. Inscrições: (11) 5583-1994, falar com Ariane ou pelo e-mail [email protected] Meditação e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade Pesquisa tem duração de 10 semanas. Os interessados podem ser de ambos os sexos, com idade entre 18 e 40 anos, ter pelo menos oito anos de escolaridade e não deve ter experiências anteriores com medicação ou terapia em grupo. São 45 vagas disponíveis. Os interessados devem entrar em contato com Viviane Freire Bueno pelo telefone (11) 8243-1467 ou pelo e-mail [email protected] Enxaqueca e distúrbios do sono em crianças (grupo controle) Crianças de ambos os sexos com idade entre 6 e 12 anos sem queixas de enxaqueca para analisar a relação entre enxaqueca e distúrbios de sono nas crianças. Os participantes serão avaliados através de exame de polissonografia, que será feito no Instituto do Sono. As crianças terão que dormir uma noite no Instituto, juntamente com um responsável. Os interessados deverão procurar o Ambulatório de Neurologia, balcão 5, à Rua Napoleão de Barros, 771. O atendimento será realizado todas as quintas-feiras das 10h às 12h. O agendamento pode ser feito de segunda a sexta feira, das 09h às 11h com Daniel Eugênio, no telefone (11) 5576-4139 ou pelo endereço eletrônico [email protected] Tratamento de insônia Voluntários, com idade entre 20 e 64 anos, que tenham dificuldades em dormir, para estudo com o objetivo de tratar a insônia. O voluntário realizará exames de sono, responderá a alguns questionários e fará exame laboratorial. O tempo de duração do estudo será de cerca de dois meses e, durante este período, ele deverá comparecer ao centro de pesquisa para quatro visitas. Inscrições pelos telefones (11) 5908-7098 / 7094 / 7344 / 7121.

veja também