Político atribui o estupro ao uso da minissaia

Minissaia pode ser proibida na Indonésia

Atualizado: Segunda-feira, 2 Abril de 2012 as 9:17

 O ministro de assuntos religiosos da Indonésia, Suyadharma Ali, quer proibir o uso da minissaia no país. O projeto de lei faz parte da campanha Task Force (força tarefa), que aborda a questão da promiscuidade na Indonésia. O político acredita que a peça do guarda-roupa feminino incentiva a pornografia e associa seu uso ao alto índice de estupros. É mole?

"Tem havido muitos casos de estupro e outros atos imorais recentemente e isso é porque as mulheres não estão vestindo roupas apropriadas”, disse o ministro à imprensa internacional. "Vocês sabem como os homens são,  roupas provocantes incentiva-os a fazer as coisas", completou. 

Ainda não foi criado um critério, mas é provável que qualquer saia acima do joelho seja proibida no projeto. 

"Uma vez que o padrão de pornografia for estabelecido, a Task Force será aplicada em todo o país em todas as etnias".

O que a mulherada deve estar achando dessa história?

veja também