Projeto criado durante Rio+20 busca envolver mais os jovens em conferências da ONU

Projeto aproxima jovens de conferências

Atualizado: Segunda-feira, 14 Janeiro de 2013 as 2:13

engajamundo

Um grupo de estudantes, recém-formados em Relações Internacionais e outras graduações criaram um projeto chamado de ‘Engajamundo’ com o objetivo de aproximar os jovens brasileiros de questões importantes discutidas em conferências nacionais e internacionais que parecem passar despercebidas por eles.

O projeto, intitulado como ‘Engajamundo’, surgiu entre integrantes do Comitê Universitário Paulista para a conferência da Rio+20 de 2012. Neste período, um grupo de estudantes que organizava palestras e encontros nas universidades para atrair o público jovem até a conferência, realizada posteriormente no Rio de Janeiro, se reuniu para discutir a questão e teve a idéia de criar o projeto.

A baixa participação de jovens que compõe o setor da sociedade que mais é afetado pelas decisões sobre o futuro na Rio+20, foi um dos incentivos para a criação do ‘Engajamuindo’. “A gente percebeu que a participação dos jovens estava sendo muito restrita, mesmo com o evento sendo realizado no Brasil”, contou um dos membros.

Laura Jungman, estudante e membro do projeto, explicou que a idéia é mapear o que ocorre de mais importante nessas conferências e tornar esses assuntos parte integrante das discussões públicas entre jovens do Brasil colocando-os a par dos debates e principalmente da atuação do país com relação a cada assunto. “Queremos informar os jovens sobre o que acontece nas conferências internacionais, o impacto que elas têm e como esses jovens podem participar dessas discussões” diz Laura.

onuSegundo ela, a juventude brasileira ainda não atua em conferências da ONU como poderia. “Em muitos países, jovens participam ativamente. Nos EUA e no Canadá, grupos levam jovens para acompanhar as conferências e manter contato com a sociedade civil dos locais” explicou Laura.

A estudante ainda afirmou que para os jovens brasileiros é importante ter conhecimento desses dados para cobrar atitudes do governo e providências que implementem o prometido gerando novas possibilidades de futuro para as demais gerações. “É importante saber o que foi prometido e o que está sendo implementado”, afirmou ela.

O grupo não defende causas específicas nem se limita a debates sobre apenas alguns temas. O objetivo é se envolver nas discussões em pauta. Segundo Laura, no momento, os principais temas acompanhados pelo projeto ‘Engajamundo’ são: a luta pela igualdade de gênero, meio ambiente e desenvolvimento social.

As discussões do grupo já acontecem pela internet, mas a meta é comparecer às conferências. Para participar, basta se inscrever por meio da página do Facebook no endereço: http://www.facebook.com/engajamundo?fref=ts. Até lá!

engajamundo

 

com informações de: CatracaLivre

 

veja também