Projeto do Sebrae estimula o empreendedorismo em jovens

Projeto do Sebrae estimula o empreendedorismo em jovens

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 12:18

 Incentivar o espírito empreendedor e a orientação para os negócios nas novas gerações. Esse é o objetivo do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), que o Sebrae lança nesta semana, em todo o país. Voltado para alunos do Ensino Fundamental, de 6 a 14 anos, os cursos incentivam o empreendedorismo e, no futuro, iniciativas na busca de inserção no mercado de trabalho.

“A nossa intenção é fomentar o empreendedorismo na juventude brasileira”, ressalta o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, ao assinalar que hoje no Brasil surgem mais empreendedores por oportunidade do que por necessidade, como ocorria anos atrás. “Queremos desenvolver a cultura empreendedora para que no futuro os jovens de hoje possam ter a opção de abrir o próprio negócio ou incorporar os atributos do empreendedorismo no seu dia a dia profissional nas empresas”, diz o diretor do Sebrae.

Nos primeiros anos, os alunos aprendem, por meio de oficinas lúdicas, noções sobre plano de negócios. Gradativamente, os conteúdos são aprofundados e novos temas inseridos, como cultura da cooperação e da inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania. No total, são nove cursos, um para cada ano do Ensino Fundamental, que poderão ser aplicados dentro das disciplinas curriculares ou em atividades extracurriculares, a critério da escola.

Para a implantação do JEPP, o Sebrae firmará parcerias com as secretarias de educação dos estados ou municípios, no caso de instituições públicas, ou direto com as instituições privadas. Mirela Malvestiti, gerente de Capacitação Empresarial do Sebrae, acredita que a iniciativa desenvolve na criança uma postura pró-ativa diante da vida, independentemente do ramo profissional que ela escolher. “É importante que as crianças percebam que empreendedorismo é uma opção. Os cursos implantam a semente do empreendedorismo e estimulam as crianças e os adolescentes a terem iniciativas e atitudes na vida pessoal”, explica.

Desenvolvido desde 2002 em São Paulo, o JEPP já capacitou oito mil professores e atendeu a 200 mil alunos de 102 municípios no estado. No Rio de Janeiro, cinco escolas aplicam os cursos em salas de aula. Em Paraíba do Sul, município a 123 quilômetros da capital fluminense, os professores foram capacitados em abril deste ano e os alunos vão fazer apresentações de seus trabalhos ainda em 2011.

“Com educação empreendedora, a escola proporciona a construção de saberes e prepara profissionais dentro do contexto econômico e social do país”, conta Cláudia Santos de Oliveira, diretora da Escola Municipal Jornalista Sérgio Cabral. Para a secretária de Educação do município, Adelaide Capella, “essa é mais uma maneira de aprendizado, que possibilitará formar profissionais de sucesso”.

Expectativa

Segundo a analista do Sebrae e gestora do projeto, Flávia Azevedo Fernandes, a expectativa é de que os cursos comecem a ser aplicados nos estados em março de 2012. A meta é capacitar 94 mil professores e atender 317 mil alunos de 1,9 mil escolas.

veja também