Projeto prevê que jovens tirem carteira de motorista gratuitamente

Projeto prevê que jovens tirem carteira de motorista gratuitamente

Atualizado: Quarta-feira, 6 Julho de 2011 as 10:31

O senador Clésio Andrade (PR-MG) entregou ao ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, proposta de implantação do Programa Social ao Jovem Motorista. Segundo o projeto, o Sest Senat (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) será responsável por formar, gratuitamente, jovens já habilitados em motoristas de caminhão, de carreta e de ônibus.

Os cursos de formação oferecidos deverão abordar legislação de trânsito, visão sistêmica do transporte, segurança, meio ambiente e saúde, qualidade no transporte, primeiros socorros, tecnologia embarcada, mecânica básica, direção preventiva e condução econômica.

"O governo precisa criar as condições para que o jovem possa tirar a habilitação. Hoje, o jovem tem que pagar em torno de mil reais e depois pagar mais para conseguir mudar para as categorias D e E", afirmou Andrade.

Os governos federal, estadual e municipal serão responsáveis por proporcionar a gratuidade no processo de obtenção da carteira de motorista aos jovens desempregados e de baixa renda. Também deverão oferecer gratuitamente a mudança de habilitação da classe B para as classes D ou E.

Após a formação, os jovens terão aulas complementares por meio de simuladores de direção e depois serão encaminhados às empresas conveniadas para realização de aulas práticas.

Perfil

O ojetivo do Programa Social ao Jovem Motorista é apoiar a população de jovens socialmente vulneráveis e estimular o desenvolvimento econômico dos estados.

O perfil dos beneficiários do programa são os jovens com mais de 18 anos, que saiba ler e escrever, possua carteira de identidade ou equivalente e comprove que está desempregado há mais de um ano e tenha renda familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimos.

veja também