Propaganda com a música 'Eduardo e Mônica' causa polêmica

Propaganda com a música 'Eduardo e Mônica' causa polêmica

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 4:42

Em cerca de 10 horas, um vídeo postado no YouTube obteve repercussão gigantesca: foram mais de 5,6 mil notas positivas no site, além de um lugar cativo no topo entre os assuntos mais comentados pelos brasileiros no Twitter  e quarta posição quando visto em escala global. As pessoas sequer se importaram com o fato de uma música hino ter sido transformada em ação publicitária: a homenagem pareceu válida.

A peça que movimentou a internet brasileira nesta quarta-feira (8) foi ideia da Africa para colocar a Vivo na boca dos consumidores às vésperas do Dia dos Namorados. E só deu certo porque agência e cliente souberam aproveitar o momento, de acordo com o co-presidente e diretor de criação da agência, Sérgio Gordilho: "Foi aquela coisa que aconteceu no momento certo, com a música certa."

Em entrevista, o criativo contou que o processo não chegou a ser complicado, apesar dos esforços para dar vida à criação de Renato Russo. "Foi difícil porque todo mundo imaginava seu próprio Eduardo, sua própria Mônica", comentou, sem deixar de lado o peso de se mexer com uma obra de porte.

"Quando a gente foi investigar a música, percebeu que tinha tudo a ver com o tema. Todo mundo de 30 e 40 anos se apaixonou ouvindo isso. As meninas foram procurar seus Eduardos, e os meninos, sua Mônicas."

Ontem, quando anunciou a campanha, a diretora de marketing da Vivo, Cris Dulclos, disse que a versão do Eduardo e Monica 2.0, com eles conectados e na vida atual, nunca havia sido filmada. "Também tinha muito a ver com a nossa estratégia de produtos e serviços. Casou muito", disse ela. "Até dividimos a música em várias fases, e em cada fase, eles usam nossos produtos de educação mobile. Então, casou cada parte da música com uma estratégia de serviço da Vivo."

Assista à campanha publicitária da Vivo

A ação foi pensada há cerca de quatro meses, aprovada pelo cliente de imediato e engavetada, afinal, era preciso esperar uma data em que a criação fosse relevante.

A Africa acabou aproveitando a onda deixada pela Banda Mais Bonita da Cidade, que também conseguiu viralizar um vídeo "fofo" em poucas horas. Nesse sentido, para que a campanha fosse mais bem aceita, a escolha dos personagens foi uma etapa criteriosa. "Ele é estudante, enquanto a 'Mônica' mexe com teatro, tem outro perfil", explicou Gordilho.

Já existem outras montagens com a música tocada pelo Legião Urbana, como a versão criada pelo "peixeaquatico" há um ano. NO caso do vídeo da Vivo, o diferencial fica por conta do mote publicitário.

"Não fomos os primeiros e não seremos os últimos a homenagear os namorados com essa música", admitiu o diretor, "mas da forma que foi feita é novo". Com a afirmação, Gordilho levanta a questão do alto – porém não revelado - investimento feito, por se tratar de uma campanha online - segundo Cris, a mais cara já feita no Brasil.

Gordilho disse não poder afirmar que sabia do sucesso antes de lançar o vídeo, mas já havia certa previsão, uma vez que o filme foi mostrado em primeira mão a blogueiros, à família de Renato Russo, fã-clubes e à própria banda. Todos, segundo ele, adoraram.

"Começar a produzir materiais para redes sociais é muito bom. E trabalhamos com uma marca que realmente acredita nas redes, pois não é a primeira vez que faz algo desse tipo", afirmou. "Você tem de ter um posicionamento definido, e a Vivo tem".

veja também