Qual é a sua dança?

Qual é a sua dança?

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 3:59

Passeando pela internet, sempre desejando entender como os cristãos têm se relacionado com a dança, esbarrei em uma pesquisa on-line que perguntava: "Qual é a sua dança preferida?" Para responder, bastava escolher uma das opções: dança moderna, balé moderno, balé clássico, dança litúrgica, dança de rua, dança hebraica e dança espontânea.

Passeando pela cidade e observando os letreiros, li a placa de uma grande academia que, dentre tantas modalidades corporais como Jazz, Musculação, Balé Clássico e Jiu-Jitsu, oferecia ainda o curso de Dança de Adoração.Passeando por aqui e com uma profunda inquietação, optei por "dar a cara a tapa" e dizer que, em meio a tantas opções esquisitas, ainda não me encontrei. Qual é a minha dança? Quem pergunta certamente não sabe muito bem a enorme diferença entre dança moderna e balé moderno, quanto mais os fundamentos (se é que eles existem) das danças litúrgica e espontânea. Ainda assim, percebo-me um "peixe fora d'água", sem lagoinha pra nadar.

O que define a dança? Sua técnica, seu intuito, seu contexto? Será que essas danças com nomes gospel têm como objetivo santificar a dança que a igreja acredita ser tão mundana e impura? O que significa ter aulas de Danças de Adoração ou Dança Profética? Se a Bíblia já define o que é adoração (Colossenses 3:17 – "E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.") porque preciso fazer aulas pra aprender a adorar com a dança? Ela, que por si só, pode adorar a Deus a partir do momento em que eu faço uma coreografia bem feita, ainda que a mesma não tenha uma temática óbvia cristã. Posso adorar a Deus com danças fazendo uma boa aula, ainda que o curso seja de dança-afro ou qualquer outra dança "menos sacra". Se busco crescer, estudar, pesquisar e me aperfeiçoar corporal e tecnicamente, estou adorando a Deus, ainda que focada mais no corpo (ou seria carne?) que na "alma".

E com toda essa confusão e bagunça espiritual, descobri que adorar a Deus é, essencialmente, tratar o assunto com seriedade e propriedade, não sendo levado por qualquer nova onda que surge, legitimando bizarrices e loucuras &e472; a-danças inventadas em nome de Deus.

Qual é a sua dança? Dentre as opções sugeridas pelos modismos evangélicos, ainda não encontrei a minha resposta. Espero que você também não.

por: Carol Gualberto é coreógrafa da UFMG, mestre em Literatura pela PUC-MG, especialista em Dança Contemporânea pela UFBA, bacharel e licenciada em Dança pela UNICAMP. É integrante do grupo Catavento Dança & Pesquisa. É autora dos livros Dança: o que estamos dançando? – por uma nova dança na igreja (Editora Hagnos) e Diálogos com a Dança, em co-autoria com Adriano Bittar (Editora da UFBA). É cantora e obreira voluntária da MPC Brasil. É membro da Comunidade Presbiteriana Central em Belo Horizonte, MG. Nasceu em Belo Horizonte e é casada com o músico Juninho Santos

veja também