Redução da maioridade penal pode ser tema da redação do Enem

Redução da maioridade penal pode ser tema da redação do Enem

Atualizado: Segunda-feira, 26 Agosto de 2013 as 2:18

enemUm dos temas mais discutidos ao longo do ano, a redução da maioridade penal é a grande aposta dos professores de cursinhos pré-vestibulares como tema da redação do Enem 2013 (Exame Nacional do Ensino Médio). O assunto vem sendo amplamente abordado desde o primeiro semestre, devido à série de crimes cometidos por menores de idade.
 
Segundo a professora Roseli Deienno Braff, editora do Sistema de Ensino COC/Pearson, a proposta de redação do Enem sempre é focada em conteúdos de relevância social, o que faz do tema um candidato perfeito. "Essa questão envolve os direitos humanos, é extremamente polêmica. O assunto sempre vem à tona quando há um incidente que a mídia explora em excesso, e em 2013 ele foi recorrente", explicou.
 
De acordo com o professor Bruno Saneti, do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante, o que faz da redução da maioridade penal um tema provável para a redação do Enem 2013 é sua ligação com a violência urbana. Para ele, "os temas voltados para problemas sociais como esse têm grandes chances de serem abordados porque possuem várias nuances. São diversas causas e consequências envolvidas."
 
Outro ponto a favor do tema, segundo os professores, são possibilidades de argumentação que ele oferece. A professora Roseli lembra que as linhas de pensamento sobre o assunto são bem distintas, de modo que o candidato pode construir um texto rico em pontos de vista. "As pessoas que seguem a linha do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) vão fervorosamente contra essa ideia, mas a sociedade em geral clama por isso", observou.
 
Além disso, a professora destaca que o estudante pode ser beneficiado pela quantidade de exemplos disponíveis em outros países. "Existem lugares em que crianças são condenadas. Recentemente um garoto de oito anos foi preso na Inglaterra por matar um colega".
 
Por isso, a indicação dos professores é para que o estudante se informe sobre o tema buscando os casos mais polêmicos ao longo do ano e entendendo as linhas de pensamento sobre o assunto.
 
Por fim, também é recomendado que o candidato aproveite a coletânea disponibilizada pela própria prova. "Nos textos oferecidos pelo governo o estudante vai encontrar pontos de vista a favor e contra, basta que ele forme sua própria opinião", finalizou.
 

veja também