"Retweet", "Sexting" e "Cyberbullying" agora fazem parte do Oxford

"Retweet", "Sexting" e "Cyberbullying" agora fazem parte do Oxford

Atualizado: Quinta-feira, 8 Setembro de 2011 as 1:45

O Dicionário de Inglês de Oxford passou a ter, recentemente, 400 novas palavras. Entre elas, constam algumas expressões muito utilizadas "online", como "Retweet" (que consiste em citar alguma frase proferida por outro utilizador no Twitter), "sexting" (mensagens de telemóvel com conteúdos eróticos ou sexuais trocadas entre dois utilizadores) e cyberbullying.

O Concise Oxford English Dictionary, que celebra o seu centésimo aniversário, conta, agora, com mais de 240 mil palavras. Esta não é, de todo, a primeira vez que o dicionário inclui palavras derivadas da utilização de novas tecnologias. Ainda este ano, expressões como OMG ("oh my god" ou "ó meu deus"), LOL ("Laughing Out Loud" ou "Rir Muito Alto") ou até mesmo Para além de "sexting" e "retweet", houve, ainda espaço, para incluir "Noob" (que vem de "newbie" ou "novato") e "woot". Fora do campo da Internet, algumas expressões curiosas também encontraram lugar no dicionário, como "Mankini" (biquini para homem popularizado por uma das personagens do actor Sasha Baron Cohen) e "jeggings" (uma espécie de mistura entre leggings e calças de ganga).

A nova edição deste dicionário dá, assim, espaço e relevância a palavras utilizadas em grande escala através dos social media e que têm impacto diário no nosso dialecto. Em português, não existe uma tradução aceite por todos para as palavras acima indicadas, mas o verbo "twitar" ou "tuitar" já é muito usual entre os portugueses que frequentam o popular serviço de microblogging.

veja também