Saiba como se comportar na primeira viagem sem os pais

Saiba como se comportar na primeira viagem sem os pais

Atualizado: Quinta-feira, 2 Junho de 2011 as 10:17

No fim do ano, você sempre passa o Natal na casa da sua avó que mora no interior ou, no Réveillon, na praia com a família. Viajar com os familiares pode ser bem divertido; sempre tem aquele tio que coloca apelido em todo mundo, o primo da mesma idade que o acompanha nas baladas e a tia que faz questão de perguntar se você está fazendo sucesso com as garotas.

Colocar o pé na estrada com os amigos é completamente diferente. Antes que você passe uma semana na viagem de formatura num acampamento ou em Porto Seguro ou até mesmo alugue uma casa na praia no próximo feriado, existem algumas regrinhas que ninguém vai explicar para você - a não ser a sua mãe que faz aquela lista enorme de recomendações que entra por um ouvido e sai pelo outro - então, saiba exatamente o que fazer para não se tornar o chato da viagem.

Fazendo as malas

Oba! Você vai ficar uma semana longe de casa e está muito ansioso para ver o que vai levar ou não, mas cuidado! Não arrume a mala como se fosse ficar fora durante um mês, principalmente se a viagem for de carro. Isso é egoísmo e falta de bom senso, afinal, as outras pessoas também precisam levar os seus pertences dentro do porta-malas e ninguém quer ficar todo torto no banco segurando frasqueiras. Mesmo que o passeio seja de avião ou de ônibus, é inconveniente ficar pedindo, a todo o momento, para as pessoas darem uma mãozinha.

Dinheiro

Leve dinheiro o suficiente para comer bem, ir às baladas, e um extra para qualquer emergência. Geralmente, os amigos não se importam nem um pouco de emprestar uma graninha porque sabe que, logo que você chegar à sua casa, vai poder devolver. Mas, pense: e se ele está levando o dinheiro contado? E se ele está guardando um pouco para comprar souvenir para a família? Enfim, talvez seus pais estejam um pouco apertados financeiramente, mas tente explicar que é um momento especial na sua vida e que, às vezes, não é hora para economizar tanto.

Fique bonito, mas seja rápido!

Não existe nada pior do que dividir o mesmo quarto de hotel ou a casa de um banheiro só com pessoas que demoram um século no chuveiro. Você não precisa passar mais do que 15 minutos debaixo d’água, nem ficar mais dez arrumando o cabelo. Meninas demoram um pouco mais por causa do cabelo, da maquiagem e da eterna indecisão entre vestido, short ou calça, sapatos ou sandálias; mas, o importante é: tente visualizar que roupa cai bem sem ter que experimentar cinco diferentes e fazer uma bagunça em cima da cama e em volta da mala. Para os meninos é muito fácil: é só colocar uma calça, uma camiseta bacana, o chinelo ou o tênis e pronto! Não existe desculpa.

Divisão dos quartos

Essa divisão tem que ser feita por você e seus amigos. Se vocês acharem melhor fazer o quarto das meninas separado do dos meninos ou colocar os pombinhos da turma num dormitório só para eles e com cama de casal, tudo bem. As regras são suas! O que não vale é deixar o pessoal dormindo num colchão, porque você faz questão de dormir sozinho no único quarto com ar condicionado ou, se o quarto for só dos meninos, levar uma garota, mesmo que seja sua namorada, para dormir junto! Tudo tem hora e lugar. Você pode ser o reizinho da sua família, mas, na hora de viajar, entenda que compreensão, bom senso e flexibilidade são essenciais.

Comidas e bebidas

Mesmo que você esteja hospedado em um hotel, as bebidas do frigobar geralmente são caras e a fome bate em horários diferentes do café da manhã, do almoço e do jantar. Na hora de ir ao supermercado, veja o que seus amigos gostam ou não de comer e beber. Se alguém for vegetariano, em vez de comprar só o presunto, opte por levar também um requeijão ou uma margarina. Se alguém não tomar refrigerante, compre água ou sucos em caixinha. Assim ninguém briga e todo mundo fica satisfeito!

Hora da arrumação

Se você ficar em hotel, não precisa se preocupar tanto com isso, mas quando o assunto é dividir uma casa, a história muda de figura. Seja participativo e não se faça de mosca morta no momento de lavar a louça, de arrastar o sofá para limpar a sujeira da festa do dia anterior e de comprar comida para a semana. Se todos estão na casa, todos se divertem e têm as mesmas responsabilidades. Ninguém gosta de lavar louça e passar pano no chão, mas seja esperto o bastante para perceber que é preciso fazer isso, e sem reclamar!

Por: Larissa Drumond

veja também