Saiba o que fazer para a mesada render

Saiba o que fazer para a mesada render

Atualizado: Quinta-feira, 24 Novembro de 2011 as 9:38

Se você vive reclamando que sua mesada merece um aumento e que, ganhando R$ 50 por mês, você nunca vai conseguir comprar coisas legais (como um sapato incrível ou um iPod), é hora de começar a encarar sua vida financeira com mais otimismo. É possível sim, após fazer alguns ajustes, guardar um dinheirinho todo mês e acumular a quantia necessária para adquirir seus sonhos de consumo.

Pode parecer complicado, ou até demorado demais juntar os R$ 729 necessários e comprar um iPod Touch para chamar de seu, mas é só impressão. Os educadores financeiros Reinaldo Domingos, autor do livro “Ter Dinheiro Não Tem Segredo”, e Mauro Calil, do Centro de Estudos Calil & Calil, ensinam como:

1 - O primeiro é saber quanto custa o produto que você deseja comprar. Pesquise em várias lojas e encontre o melhor preço. "A boa compra não começa nem termina com a opinião dos amigos", afirma Mauro. Por isso, pesquise bastante e use a internet a seu favor;

2 - Ponha as informações no papel. Calcule em quanto tempo você deseja adquirir seu sonho de consumo e quanto você vai ter que guardar por mês. “O tempo de espera para comprar o produto pode ser reduzido de acordo com a sua vontade”, explica Reinaldo;

3 - Faça um diagnóstico financeiro. Anote suas despesas por 30 dias e avalie o que você pode cortar. Não precisa simplesmente deixar de sair com os amigos, mas é possível substituir algumas idas ao cinema por sessões pipoca em casa, por exemplo. “O segredo é priorizar seu sonho e abrir mão de consumos desnecessários”;

4 - Avise aos familiares que você deseja adquirir algo caro, como um celular ou um Box de DVDs, e peça para que troquem seu presente de Natal ou aniversário pelo valor em dinheiro;

5 - Complemente sua mesada fazendo pequenos "bicos". Lave o carro do seu tio, cuide do seu priminho caçula, apare o gramado, enfim! Procure uma tarefa que não atrapalhe os estudos para ganhar mais algum dinheirinho. “Quando você quer algo, tem que comunicar”, aconselha Reinaldo;

6 - Não deixe que o dinheiro fique na sua carteira. Assim que receber a mesada, separe a quantia que você se propôs a guardar;

7 - Peça aos seus pais para abrirem uma caderneta de poupança. Se eles não concordarem, providencie um cofrinho e deposite lá suas economias. Mas nunca mexa no cofre se não for para comprar aquilo que você planejou!

8 - Mesmo que você possa usar um cartão de crédito, prefira pagar à vista. “O cartão de crédito é uma incerteza”, explica Reinaldo, “e o jovem tem que respeitar a ordem do dinheiro. Primeiro você poupa e depois você gasta”. Além disso, pagando à vista você pode pagar 10 a 20% a menos do que o produto custaria a longo prazo;

9 - Se você acha que sua mesada anda muito curta, vale até tentar organizar a vida financeira da sua família. Reúna as contas mensais, some os valores e pense o que pode ser reduzido. Proponha aos seus pais que, se todo mundo tomar banhos mais curtos, falar menos ao telefone, e diminuir a conta em 30%, sua mesada terá um acréscimo de 15%. É uma troca justa, não?

10 - Respeite o padrão de vida da sua família. Pense primeiro em ajudar seus pais e realizar os sonhos dele. Se eles não têm casa própria e passam o maior sufoco todos os meses para pagar a conta de luz e a de supermercado, talvez não seja o momento de você adquirir algo tão caro quanto um iPad 2. Ajude-os a organizar a vida financeira mas, primeiro, concentre-se nas contas que a família já tem;

Quais gastos podem ser cortados?

Na hora de abrir mão de algumas despesas pode ficar difícil decidir o que será eliminado, mas a boa notícia é que não é necessário abdicar completamente de algo. Às vezes, reduzir um pouco a freqüência de certos hábitos já é uma ajuda e tanto! "Por um objetivo maior você abdica de consumos menores que não fazem tanta diferença, e descobre que o real prazer é o grande prazer, e não algo pequeno como a pipoca do cinema", explica Mauro.

Se você recebe R$ 200 por mês dos seus pais + a grana do lanche no intervalo da escola (e gasta tudo), é possível cortar as despesas por dois terços e juntar R$ 100 por mês fazendo ajustes simples.

Se os seus gastos são de R$ 300 por mês, sendo:

- R$ 20 a cada ida ao cinema com pipoca e refrigerante, todo fim de semana, você gasta R$ 80 por mês com cinema;

- R$ 30 cada vez que você sai à noite, todo fim de semana, você gasta R$ 120 com baladas;

- R$ 5 por dia comprando lanche na cantina do colégio, você gasta R$ 100 com alimentação;

Você pode cortar os gastos pela metade e economizar R$ 100 se...

- For ao cinema apenas duas vezes por mês, e nos outros dois fins de semana fizer sessão pipoca na sua casa e na dos amigos. Isso pode ser até mais divertido e você ainda fica longe das tentações dos shoppings;

- Ir à balada apenas duas vezes por mês. Nos outros finais de semana, crie programas alternativos com os amigos que vocês possam fazer em casa ou em locais gratuitos que sua cidade oferece, como centros culturais, praias, etc;

- Comprar lanche na cantina somente duas vezes por semana, e nos outros dias levar um sanduíche feito em casa

veja também