Se uma senhora de 79 anos pode por que nós jovens não podemos?

Idade não é desculpa

Atualizado: Segunda-feira, 21 Janeiro de 2013 as 11:23

isaura

Uma senhora de 79 anos é exemplo de vida com Cristo. Ela vive de suas missões pregando o evangelho em aeroportos de todo país.

A aposentada Isaura Lima Lopes, disse já fazer isso há 20 anos e sente feliz com ávida que leva.

Segundo Dona Isaura, ela fez sua primeira viagem de Recife a Campina Grande (PB), de ônibus, em 1953 e nunca mais parou de viajar.

A senhora que já recebeu até diploma de reconhecimento público do Corpo de Bombeiros no aeroporto de Porto Alegre em outubro do ano passado, conta que chegou a ser noiva e já estava até com enxoval pronto quando orando a Deus descobriu sua vocação para missões e acabou terminando o noivado ficando solteira até os dias de hoje.

Nascida em Goiana, zona da mata do Estado Pernambuco, e filha de sitiante, dona Isaura só conseguiu completar o primeiro grau nos estudos e perdeu a audição há 40 anos, mas fala, lê e escreve bem. “Aos 38 anos perdi a audição. Usei aparelho auditivo por seis anos, até que ele sumiu. Nunca mais usei” diz ela.

Para se comunicar dona Isaura sempre carrega papel e lápis para que as pessoas que conversam com ela possam escrever o que desejam dizer e assim ela complementa afirmando que não sente falta de escutar.

A vida de missões de dona Isaura, segundo ela, começou a 20 anos, quando ela recebeu uma mensagem de Deus, dizendo que sua missão era alcançar a classe mais rica do país, que anda de avião, e os funcionários dos aeroportos. Então ela partiu em viagens para pregar o evangelho.

Em novembro de 2011, dona Isaura conta que recebeu outra mensagem de Deus, pedindo que ela permanecesse durante 20 dias em cada cidade. Então, do dia 5 ao dia 25 de cada mês, ela fica em algum aeroporto.

As pessoas ficam curiosas para saber como uma mulher de 79 anos, solteira e que perdeu a audição faz para se manter nesta vida de missões e dona Isaura explica: “Para me manter, vendia livros religiosos. Consegui me aposentar com um salário mínimo em 1984, por invalidez. Já estive em todas as capitais do Brasil. Durmo nas cadeiras dos aeroportos e tomo banho nas torneiras dos banheiros reservados aos deficientes físicos, pois neles posso trancar a porta. Costumo fazer isso de madrugada, para não atrapalhar os outros usuários e tudo isso é bastante desconfortável, mas faço tudo por amor a Jesus. Eu não posso sair para dormir em hotéis ou albergues porque pode acontecer de algum passageiro precisar falar comigo durante a noite”.

Dona Isaura mantém uma quitinete alugada por R$ 200 por mês em Valparaíso de Goiás, Goiás, e volta para lá sempre no dia 25 de cada mês.

Ela conta que compra as passagens de ida e volta sempre com antecedência para economizar e já chegou a fazer empréstimos para conseguir bancar suas viagens, mas recebe, mesmo sem pedir, doações de pessoas nos aeroportos que a ajudam a pagar suas contas.

Apesar de cristã, dona Isaura afirma que não segue nenhuma igreja e que prega para aqueles que querem ouvir.

isaura 2Dona Isaura parte sempre do aeroporto de Brasília para seu destino seguinte e afirma que Deus tem apreço pela capital federal.

Ela já tem seus destinos traçados com antecedência e ao sair de Londrina no Paraná onde fica até dia 25, ela partirá para São Luís, Maranhão depois para Porto Velho, Rondônia e em seguida para Aracaju, Sergipe. “Minha vida passou a ser nos aeroportos e há muito tempo não tenho contato com a minha família que mora em São Paulo. Em todos os locais, sou bem recebida e as pessoas me procuram, querendo conversar ou pedindo orações. Tudo isso é muito para uma pessoa pobre. Sou a velhinha mais feliz do mundo”

Viu só? Se ela pode por que você também não? Vamos entrar nessa também e pregar o evangelho e fazer chegar à palavra de Deus em todos os cantos desta Terra!

 

 

com informações de: Folha Uol

veja também