Seminário Não Morda a Maçã: 'Seu namoro é para fazer Jesus feliz'

Seminário Não Morda a Maçã: 'Seu namoro é para fazer Jesus feliz'

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 5:05

Com a Igreja Cristã da Família, em Jaguaré-SP, lotada, a equipe do blog Não Morda a Maçã passou seu recado para toda aquela galera em mais um de seus seminários.

Os adolescentes e jovens que compareceram na ICF no último sábado, 2 de abril, puderam desfrutar de momentos de palavra, descontração e adoração na presença de Deus. O Guia-me também participou do evento e conferiu tudo que aconteceu por lá.

Fernando Ortega, idealizador do blog deu início à palestra avisando que ninguém ali o ouviria falar sobre namoro cristão, mas sim sobre adoração, e o primeiro tópico que frisou foi que todos, inclusive ele, foram criados para serem adoradores

O palestrante expôs o que pensa ser o real motivo para namorar: Adorar a Deus. "Seu namoro ou futuro namoro não é para fazer você feliz, mas para fazer Jesus feliz. Para ser um adorador", disse. Fernando citou a passagem de 1 Coríntios 10:31 e mostrou como ficaria adaptado à vida do jovem: ": Quer trabalhais, quer estudais, quer namorais, quer noivais, fazei tudo para a glória de Deus".

Para adorar a Deus com o namoro, segundo Fernando, os olhos dos dois devem estar mais em Jesus do que neles próprios e ambos devem amar mais a Jesus do que ao outro. Fernando Ortega deixa claro que seu relacionamento com a namorada ‘Fran’ não é perfeito, mas sempre o usa como exemplo, assim como quando disse que o propósito do namoro é maior do que um relacionamento e que Fernando + Fran = mais força para cumprir o propósito de adorar a Deus.

Momento de louvor com os Ortegas

Padrão do mundo x padrão de Deus foi outro tópico abordado pelo palestrante, bem como a influência da mídia. "A mídia irá impor padrão de relacionamento diferente do padrão bíblico", afirmou ele, que também numerou as estratégias usadas para isso como novelas, filmes, seriados, revistas, programas de TV, internet e até as amizades.

De acordo com Fernando, esse apelo midiático gera uma carência cada vez maior, mas que a solução para isso é entregar a vida a Deus. "Quando você entrega sua vida, você entrega sua carência para Deus também."

Lançar sobre Deus toda a ansiedade e buscar primeiro o Seu reino são os conselhos para aqueles que estão desesperados para namorar. "Quando eu resolvi entregar essa área para Jesus, começou a aparecer um monte de mulher, parecia liquidação de batom. Sabe por quê? Porque você eu estava comprometido com Ele. Comprometa-se e espere!", disse Fernando.

Outro ponto interessante do seminário foi a relação dos três critérios que devem ser usados na escolha do namorado(a), que são:

1 - a vida espiritual dessa pessoa (nível de conhecimento bíblico, o que faz na igreja, como trata o ministério) "Quando você tiver uma dificuldade, ela terá que te ajudar espiritualmente, ser sua coluna".

2 - Como se relaciona com os demais (o que pensa do futuro, como é o relacionamento com os pais) "Você já viu essa pessoa irritada? E como ela se comportou?"

3 - Físico (exemplo da história do adultério de Davi) "Ela tem que te trazer paz ao coração, mas para isso ela não precisa ser linda e fantástica... Beleza não enche barriga".

Samuel Oliveira, um dos colunistas do Não Morda a Maçã também contribui em parte da palestra falando sobre planejamento para namorar e a necessidade de tempo e condição para isso. Dentre os tópicos citados, Samuel destacou a maturidade – e, mesmo concordando que não existe idade certa para namorar, disse que o aconselhável é a partir dos 18.

Dando continuidade ao seminário, Fernando Ortega, abordou outros temas como diferenças entre amor e paixão. "O mundo destruiu o sentido da palavra amor e misturou com paixão. Amor não é emocional, é racional, mas gera emoção (...) Paixão busca através de alguém ou algo suprir as carências e necessidades  e o amor buscar dar a alguém o suprimento de carências e necessidades".

"Beijar não é pecado, mas ele pode conduzir a pecar", alertou Fernando ao falar sobre os beijos e carícias. "O que vai guiar é o nível de intimidade com Jesus do casal. Se você beija mais do que ora, cuidado", exclamou.

Fernando mostrando as diferenças entre o cérebro masculino e o cérebro feminino

Um momento engraçado da palestra foi quando Fernando mostrou as diferenças entre o cérebro masculino e o feminino. Exemplificando o cérebro masculino como um pacote de waffles (todos os assuntos separadinhos) e o das mulheres como um prato de espaguete (todos os assuntos ligados), ele arrancou risadas da galera.

 "Descubra qual é a linguagem do amor do seu amado e comece a falar nessa linguagem com ele", aconselhou Fernando após ensinar quais são e como funcionam as cinco linguagens do amor:

- tempo de qualidade (tempo que você dedica exclusivamente a alguém. Ele deixa de fazer alguma coisa para passar um tempo a mais com a outra pessoa)

- atos de serviço (empenho em fazer algo para ajudar. Sempre tem tempo de dar uma mãozinha)

- toque físico (gosta de andar de mãos dadas ou abraços com aqueles que amam. Gosta de receber um carinho na cabeça)

- palavras de afirmação (elogios, declarações)

- presentes (gosta de dar e receber presentes sem datas especiais, não importando o valor)

Já à noite, a última parte da programação contou com o testemunho de Fernando e a participação dos Ortegas que cantaram e animaram o encerramento do seminário Não Morda a Maçã.

Por Juliana Simioni

veja também