Será que a boca fala de tudo que tem no coração?

Será que a boca fala de tudo que tem no coração?

Atualizado: Quarta-feira, 22 Setembro de 2010 as 3:51

Sempre se ouve esse ditado: “A boca fala do que o coração está cheio”, por mais que esse ditado seja, por muitas vezes, uma clara verdade, em certos momentos discordo dele. E quando temos vergonha de dizer o que está no nosso coração? Pense em quantas oportunidades perdemos de falar sobre Jesus para alguém. Por que será que conseguimos ser tão “santos” e “cristãos” quando estamos na igreja, rodeados de pessoas que possuem o mesmo pensamento que nós, ou pelo menos deveriam possuir as mesmas opiniões, e quando estamos rodeados de amigos na escola, faculdade ou trabalho não temos coragem de falar que cremos em Jesus?

Jesus saiu do Seu reino, deixou toda Sua glória, todos os Seus confortos e não teve vergonha de nascer no planeta Terra para salvar desgraçados pecadores como eu e você. Ele não mediu esforços, não foi egoísta em momento algum, abriu mão de tudo, abriu mão de Sua própria vida, aceitou passar pela nossa humilhação. Ele, com todo Seu poder, não tem vergonha de dizer que nos ama, assim com todos nossos defeitos e problemas, mas nós negamos essa informação a muitas outras pessoas que ainda não puderam saber dessa maravilhosa graça de Cristo.

Mas é claro que nós, na nossa incrível superioridade, não podemos admitir que O conhecemos. Penso que dizer que se conhece o Dono do universo, e ainda mais, que Ele é seu amigo intimo, pois mais que qualquer outro Ele te conhece, deveria ser um privilégio. Mas como tantos outros valores e princípios se tornam cada vez mais distorcidos, acho que conhecer a Jesus virou motivo de humilhação.

Cada um de nós deveria baixar um pouco a bola, e entregar nossa vida a Ele, admitir o que temos feito, e a quantos temos negado Sua salvação, afinal quem somos nós para negar a um ser humano que ele seja salvo? Se você não quer, não negue isso a outro. Espalhe as maravilhas de Deus, o que Ele faz na sua vida, e na vida de todos. Não negue mais a graça que você recebe todos os dias, sua vida. Não negue essa vida compartilhada com Jesus. Você pode descobrir muito tarde que já deveria ter feito isso há muito tempo. Mas nunca se esqueça que ainda não é tarde demais!

Mariana Longo Mendes   tem 16 anos, é estudante, trabalha com seus pais na área de Propaganda e Marketing e também escreve poesias.  

veja também