Suspeita de agressão e bullying é afastada de faculdade em SP

Suspeita de agressão e bullying é afastada de faculdade em SP

Atualizado: Sexta-feira, 8 Abril de 2011 as 12:45

O Centro Universitário Barão de Mauá, de Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo, decidiu afastar temporariamente a estudante apontada como agressora de Ana Cláudia Lauer, de 20 anos. A jovem foi atingida por um capacete em frente à universidade, na sexta-feira (1º).

As duas são estudantes de enfermagem e se envolveram no caso de agressão após Ana Cláudia ter procurado a coordenadoria para relatar que era vítima de bullying pelos colegas de classe. A estudante, que teve várias lesões no rosto, prestou depoimento na Delegacia de Defesa da Mulher. Ela não pretende voltar a estudar na Barão de Mauá.

Segundo a assessoria da faculdade, a suposta agressora ficará afastada até o resultado da sindicância interna que está sendo realizada sobre o caso. Outras duas estudantes envolvidas na discussão que gerou a agressão continuam com permissão para frequentar as aulas. A sindicância tem prazo máximo de 30 dias para ouvir as testemunhas, que incluem alunos, funcionários e seguranças.

As três possíveis agressoras ainda serão ouvidas pela polícia, que também investiga se houve omissão de socorro dos seguranças da faculdade.

veja também