Taylor Lautner: o ator mirim agora é um astro de ação

Taylor Lautner: o ator mirim agora é um astro de ação

Atualizado: Quinta-feira, 22 Setembro de 2011 as 9:10

Não faz muito tempo que Hollywood virou os olhos para Taylor Lautner. Ele tinha apenas 13 anos quando, em 2005, chamou a atenção da mídia com suas acrobacias marciais e o sorriso perfeitamente alinhado no filme “As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl”, de Robert Rodriguez. Menos de uma década depois, o garotinho que tinha o sonho de ser estrela colhe os frutos de muito esforço: ele é hoje o terceiro adolescente mais bem pago do show biz, aos 19 anos, com faturamento de R$ 25 milhões apenas em 2010, segundo a revista “People” - fica atrás apenas dos cantores Justin Bieber e Miley Cyrus.

Sua fama, até o momento, deve-se pelo sucesso na saga “Crepúsculo”, onde interpreta o lobisomem bonitão Jacob Black. Mas é com o filme “Sem Saída”, que estreia no mundo inteiro esta sexta-feira (23), ele promete mudar isso. Agora o prodígio das artes marciais projeta voos mais altos, rumo ao título de astro de ação, seguindo os passos de seus dois maiores ídolos, Tom Cruise e Matt Damon. Aprendiz de Power Ranger O estrelado não surgiu apenas em uma noite de lua cheia para Taylor, filho de um piloto e uma engenheira de softwares. Logo aos oito anos de idade, o pequeno se destacava nas artes marciais, tendo alcançado a faixa preta no karatê e ganhando visibilidade em campeonatos nacionais da modalidade. A ideia de investir na carreira de ator veio de seu treinador, Michael Chaturantabut, conhecido por interpretar o Power Ranger azul nos últimos anos da série infantil.

Os primeiros papeis de Taylor foram discretos, em séries como “My Wife And Kids” (“Eu, a Patroa e as Crianças”, no Brasil). Depois disso, chegou a trabalhar como dublador até conquistar o papel de “garoto tubarão”, que o transformaria em ídolo mirim, nas mãos do respeitado Robert Rodriguez. Os anos se passaram com outros papeis menores, até que em 2007 ele viu oportunidade que mudaria a sua vida.

uando Taylor entrou na sala onde aconteceria seu teste para a saga “Crepúsculo”, ele mal conhecia o tamanho sucesso dos livros de Stephenie Meyer, muito menos os milhões de dólares que a versão cinematográfica arrecadaria em bilheteria - mas até então, ninguém na indústria desconfiava a proporção que tomaria a série. Ele se sentou à frente de Kristen Stewart, elencada previamente como Bella Swan, e leu suas falas como em qualquer outro teste. Com a positiva dos produtores, estava em suas mãos o que mais tarde se tornaria uma mina de ouro. O tanquinho da década

No primeiro filme, “Crepúsculo” (2008), Jacob ainda era pequeno, tímido e tinha poucas falas. Mas foi o suficiente para dar a Taylor o gostinho da histeria que causara a saga vampiresca. Em “Lua Nova” (2009), não era certo que o papel seria dele, pois o segundo filme exigia um ator com porte físico muito maior, quase inatingível para um garotinho de 16 anos. Confiante, Taylor mergulhou de cabeça na malhação e não desistiu até atingir o corpo ideal - ganhou no total 15 quilos de puro músculo. A notícia veio meses depois, com uma confirmação da Summit Entertainment, que o ator continuaria no papel de Jacob.

Tamanho o sucesso do tanquinho na tela, que o lobo voltou em “Eclipse” (2010) com um destaque muito maior. Seu personagem conquistou, de leve, o coração de Bella e o casal finalmente deu o primeiro beijo, em uma das cenas mais aguardadas pelos fãs da saga (principalmente àqueles que atendem às comunidades “Team Jacob”, ou “time Jacob” no mundo todo). Desde então, Taylor coleciona prêmios importantes da indústria, como o Scream Awards, Teen Choice Awards e People’s Choice Awards. Sem contar as inúmeras capas de revista: “GQ”, “Rolling Stone” e “People”, só para citar algumas. Com o final da saga vampiresca - “Amanhecer: parte 1”, chega aos cinemas em novembro deste ano - e o lançamento de “Sem Saída”, Taylor ensaia o primeiro passo para talvez um dia se tornar o maior astro de sua geração. Sorte no jogo, sorte no amor Além de ter conseguido seu papel de destaque na saga “Crepúsculo”, o que fez de Taylor uma celebridade global, os astros também parecem conspirar a favor do ator na vida pessoal. O primeiro romance de que se tem notícia é com Sarah Hicks, com quem ele namorou durante o colegial e com quem passou por diversas idas e vindas. Há quem diga que ela ainda mexa com o coração de Taylor.

Outra conquista do ator foi a, hoje Srta. Bieber, Selena Gomez. Os dois se conheceram em abril de 2009 em Vancouver, no Canadá. Ambos estavam na cidade por motivos profissionais: ele gravava cenas de “Lua Nova” e ela filmava “Ramona e Beezus”. O amor do casal não perdurou muito depois que ambos seguiram com suas vidas, mas, em entrevista à “US Weekly”, na época, Selena confessou ter passado bons momentos ao lado do astro. “Ele é muito doce e me fez muito feliz. Eu não sabia que poderia ser tão feliz”. Enquanto gravava o longa “Idas e Vindas do Amor”, no segundo semestre de 2009, Taylor começou a namorar com seu par no filme, a cantora country e xará Taylor Swift. Os dois seguiram juntos por três meses, antes de o relacionamento ser dado como terminado, no fim daquele ano. O casal Taylor & Taylor foi um dos mais comentados, na época. A atual é Lilly Collins, atriz e filha do cantor Phil Collins – por mais que ambos não confirmem o status de namorados. “Eu acho que tem algumas coisas que você não precisa contar para todo mundo”, disse em entrevista à revista “Seventeen” de setembro deste ano, quando perguntado sobre o assunto. Ambos se conheceram nos sets de filmagem de “Sem Saída”, filme de ação protagonizado por Taylor. Será que o romance dura?  

veja também