"Tenho medo de não ser amado", diz Double Rainbow Guy

"Tenho medo de não ser amado", diz Double Rainbow Guy

Atualizado: Segunda-feira, 2 Maio de 2011 as 9:28

No começo de 2010, durante três minutos e meio, um homem filmou um arco-íris duplo no céu e descreveu, emocionado, o fenômeno natural. "Wooooow, double rainbow, oh my god! Oh my goooood!", repetiu. E, 15 meses depois da postagem, o vídeo já tem mais de 27 milhões de visualizações no YouTube e rendeu ao autor um convite para fazer o comercial do Windows Live Photo Gallery, da Microsoft.

O sucesso parece inexplicável para um vídeo sobre um arco-íris, mas não há um postulado explicando por que produções caseiras tão simples viram memes vistos 30 milhões de vezes. O fato é que o cinegrafista, que roubou a cena e fez mais sucesso que o famigerado arco-íris duplo, virou ícone na internet e, agora, viaja o mundo dando entrevistas.

O californiano Paul "Bear" Vasquez esteve no Festival YouPIX na última semana e bateu um papo com o iG Jovem sobre fama, arco-íris e amor.

A web celebridade contou que, na época do vídeo, ele já era apenas fazendeiro e fotógrafo, mas que chegou a ser lutador de MMA. "Eu achava que ia morrer", conta, sobre o momento em que entrava no ringue. "E se eu ia morrer, que fosse lutando. Então eu lutava de verdade", afirma. Paul diz que não se arrepende dessa época, e que foi uma fase para aprender como amar seu lado agressivo. Quando questionado sobre seu maior medo, Bear afirma: "tenho medo de não ser amado".

Sobre a repercussão do vídeo, Paul disse não ter ficado surpreso. "Eu sabia que seria um viral", afirmou. Segundo ele, alguns amigos disseram que um vídeo anterior, de um arco-íris comum, era o melhor que eles já tinham visto na vida. Então, o vídeo de um arco-íris duplo só podia ser um sucesso. "Eu estava testemunhando Deus e a beleza da Deusa Mãe Terra e tive uma reação aberta a isso, deixei fluir", explica.

Bear vê foto de arco-íris duplo: "Oh my goood, a double rainbow!"

Bear conta que percebeu que o Double Rainbow era mesmo um sucesso quando foi entrevistado por Jimmy Kimmel. "Em quatro dias tive um milhão de visitas", afirma. Ele diz saber que muita gente vê o vídeo e acha graça, pensando que ele é só um hippie, mas que acredita que muita gente também é tocada pela real mensagem do arco-íris duplo. "Muita gente percebe que moro em um lugar lindo e que você não precisa fazer tudo normal, comprar uma casa, você pode fazer algo diferente" diz Bear, que é casado com uma índia, cria os filhos de acordo com a cultura indígena e tem uma fazenda orgânica.

O autor do hit defende a sustentabilidade e as fontes renováveis de energia, mas consegue conciliar o lado ambientalista à tecnologia. "Eu vivo de uma maneira simples, mas também acredito na internet e na tecnologia. São muito importantes", diz. "Os seres humanos estão se conectando uns aos outros. Você vê todos aqui [no Festival YouPIX], todos têm máquinas, todos querem estar conectados. Isso é muito importante, todos precisamos trabalhar juntos", afirma.

Ele conta que até ganhou dinheiro com o webhit, mas que não precisava dele e que esses lucros são das pessoas que o visitam. Bear deseja construir uma comunidade sustentável na qual as pessoas possam visitar e passar um tempo, e recebe em casa mochileiros inscritos na comunidade Couch Surfing. Foi pelo site que, na época em que o vídeo foi filmado, Bear recebeu oito mulheres européias em casa, causando inveja no público do festival. "As mulheres são a criação mais bonita de Deus, não o arco-íris duplo", confessa.

Bear admite amar as mulheres, embora tenha passado por uma fase em que não gostava delas. "Fui criado por uma mãe que me bateu tanto que achei que fosse morrer, então passei um período sem gostar de mulheres", conta. Mesmo assim, não se importa quando o vídeo é associado ao movimento GLBT, cujo símbolo é um arco-íris. "Gays se amam e não há nada de errado com o amor", defende.

Por: Nathália Ilovatte

veja também