Tipo assim, o que vou ser quando crescer?

Tipo assim, o que vou ser quando crescer?

Atualizado: Sexta-feira, 19 Agosto de 2011 as 2:24

Na hora de escolher uma carreira, o seu jeito de ser e a sua personalidade são aspectos a serem levados em conta, mas não podem ser fatores determinantes na questão. Escolhas existem porque somos livres e temos a capacidade de pensar no que queremos. Quanto à carreira, não é diferente: "As abelhas sempre construirão colmeias, as formigas os formigueiros, as aranhas, as teias, e o homem não: o Alexandre será analista de sistemas, a Vilma psicóloga, o Gustavo arquiteto etc".*

Realmente não acredito que haja tipos de personalidade que correspondam a tipos de profissão. Nada na vida é estagnado. Temos interesses diversos, além de muitas potencialidades, algumas das quais ainda não exploradas. Por isso, não deixe de escolher uma profissão apenas porque você acha que não reúne as características necessárias para exercê-la. Moisés antes de aceitar a missão hesitou. Na época, ele cuidava de um rebanho de ovelhas e tinha 80 anos quando passou por uma marcante experiência com Deus. Sua missão era libertar o povo de um longo cativeiro. Sua primeira impressão foi "Estou fora, isso não é para mim mesmo". Moisés não esperava uma manobra radical em sua vida: Deus transforma o assustado Moisés em um verdadeiro líder.

Já passou por alguma manobra radical em sua vida? Não tente se esconder atrás de desculpas, confie e caminhe. Cumpra tarefas em áreas que você não tem muita experiência. Pense que a pergunta a ser feita não é "Que carreira combina mais comigo?", mas sim, "De que forma posso contribuir?".

Nota

*BOCK, Ana Mercês Bahia, FURTADO, Odair e TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: Uma introdução ao estudo de psicologia. São Paulo : Saraiva, 2003. p.317.

Jeverton "Magrão" Ledo é autor de "Minha Escolha Profissional - o que Deus tem a ver com isso?" (Editora Vida).

veja também