Top 10 jogos do Super Mario

Top 10 jogos do Super Mario

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 2:41

Super Mario completou 30 anos de idade em 2011.  Fez sua primeira aparição em Donkey Kong, no ano de 1981, quando ainda era conhecido como Jumpman. O encanador mais famoso do mundo já participou de quase 200 (!) jogos, em várias plataformas de inúmeros gêneros. Foram games de corrida de kart, tênis, jogos de tabuleiro e de luta. Mas foi no gênero de plataforma que Super Mario nasceu e se estabeleceu; virou ícone.

Para celebrar todo esse sucesso, montamos um Top 10 com os melhores jogos de plataforma, nos quais Mario reina absoluto e de onde a Nintendo mostrou suas melhores ideias para design de fases. Donos dos power-ups mais absurdos que os videogames já viram, os jogos da série Super Mario são referência em jogabilidade e acessibilidade e não podem ser, de maneira alguma, considerados jogos fáceis. Com dificuldade crescente e muita variedade, estes jogos exigem raciocínio e reflexos rápidos.

10. Super Mario 3D Land

O mais recente da lista, foi lançado em novembro deste ano para o 3DS. O jogo apresenta cenários 3D, mas controles dos jogos 2D em uma jogabilidade híbrida que mistura o melhor dos dois gêneros. As fases apresentam saltos que estimulam o uso do efeito 3D estereoscópico, para calcular distâncias e criar uma experiência imersiva. O jogo oferece fases mais curtas que o normal, ideal para um portátil, que permite que o game seja jogado aos poucos ao longo do dia.

9. Super Paper Mario

Derivado da série Paper Mario, este jogo de plataforma de 2007 para o Wii ainda mantém vários elementos de RPG, como um sistema de levels e muita exploração, mas sua jogabilidade é puramente baseada em plataforma. Em uma história original, Mario deve explorar um mundo ameaçado por um poderoso vilão, e para derrotá-lo, o bigodudo precisa jogar entre a perspectiva 2D de progressão lateral e a 3D, mudando a visão das fases em busca de segredos e detalhes escondidos por toda parte.

8. New Super Mario Bros. Wii

Em 2006, a Nintendo decidiu retornar aos games de plataforma com progressão lateral no excelente New Super Mario Bros., para o DS. Com um estilo visual único e power-ups inteligentes, o título foi um sucesso e inspirou em 2009 esta versão expandida e multiplayer, para o Wii, que permite até quatro jogadores simultâneos na mesma fase. O resultado foi uma experiência frenética e divertidíssima com os amigos reunidos, já que Mario, Luigi e dois Toads (genéricos) não precisam necessariamente cooperar para chegar ao final de cada fase.

7. Super Mario Land 2: 6 Golden Coins

A primeira aventura do encanador no Game Boy, Super Mario Land, apesar da diversão, mostrava em 1989 um mundo muito estranho se comparado aos games anteriores. Sequência direta, de 92, 6 Golden Coins leva Mario novamente ao reino de Sarasaland para resgatar a Princesa Daisy de um novo vilão, Wario (apresentado neste jogo), em uma aventura muito maior que a anterior e já com o estilo visual de Super Mario World, mesmo em preto-e-branco.

6. Super Mario World 2: Yoshi's Island

Falando em Super Mario World, esta sequência de 1995 com um título confuso para o SNES é situada, cronologicamente, antes de todos os jogos da série, já que Mario é apenas um bebê. Neste game, que possui um estilo similar ao desenho de uma criança, os jogadores controlam Yoshi, que carrega Baby Mario nas costas, com comandos um pouco diferentes. Além de correr e pular, Yoshi pode manipular objetos com a língua e prender inimigos em ovos, que depois podem ser lançados como munição. O jogo foi um dos primeiros a ter objetos 3D poligonais, para alguns elementos específicos nas fases.

5. Super Mario Bros.: The Lost Levels

O Super Mario Bros. original, de 1985, é sem dúvida um clássico absoluto dos videogames, e referência de jogabilidade e design de fases para todas as gerações seguintes, mas esta sequência de 86 para o NES, que só apareceu nos Estados Unidos na coletânea Super Mario All-Stars, em 93, possui o mesmo estilo gráfico, história, jogabilidade e até os mesmos temas para os mundos, mas sua dificuldade foi considerada alta demais. Uma versão melhor do original e provavelmente o jogo mais difícil da série, The Lost Levels merece um lugar de destaque pelo desafio único e quase cruel, de várias fases.

4. Super Mario Galaxy

A série Super Mario sempre explorou diferentes maneiras de desafiar o jogador a pensar criativamente sobre como ir do ponto A ao ponto B. Mario Galaxy, de 2007 para o Wii, subverte todas elas, principalmente o conceito que tínhamos sobre cenários tridimensionais. Mario agora corre e salta entre planetóides, sendo afetado pela gravidade de diferentes maneiras. Muitas vezes o herói deve andar de cabeça para baixo. Além disso, o título possui gráficos belíssimos e uma épica trilha sonora orquestrada, ideal para a impressionante escala do jogo.

3. Super Mario World

O potencial gráfico do SNES garantiu a este jogo, de 1990, a maior variedade de fases que os jogos 2D já tiveram, com muitas passagens secretas, totalizando 96 fases. O jogo tinha poucos power-ups, mas um dos novos, a capa amarela, permitia que Mario voasse com liberdade por toda a fase. Este jogo marca a estreia de Yoshi, o dinossauro que o acompanha em várias fases e ganha poderes diferentes dependendo da cor do Koopa Troopa que pega com a língua. Além disso, após passar de uma série de fases absurdamente difíceis e completar as 96, o jogo todo se transforma, incluindo o estilo de cores das fases e vários dos inimigos.

2. Super Mario 64

Para o lançamento do Nintendo 64 em 1996, a Nintendo preparou algo especial: a primeira aventura tridimensional do encanador. Mario se tornou livre das limitações de plataforma 2D para explorar fases amplas, com vários caminhos para percorrer, novos inimigos e, principalmente, muitos novos movimentos. Mario se tornou um atleta, graças à jogabilidade bem amarrada do jogo. Saltos longos, triplos, backflips e até pular de uma parede para outra deram agilidade para vencer diversos desafios. Além disso, Mario também ganhou o poder de voar pelo céu para todas as direções graças ao chapéu alado.

1. Super Mario Bros. 3

O último da série para o NES, lançado em 1988, foi um marco de inovações: inaugurou o conceito de mapa do mundo, que mostrava os caminhos de uma fase a outra, muitas vezes com obstruções ou inimigos. Super Mario Bros. 3 trazia uma enorme quantidade de itens, que poderiam ser usados antes das fases através de um sistema simples de inventário. Com a ajuda da Super Folha, Mario ganhou pela primeira vez o poder de voar, graças ao rabo de guaxinim, que voltou em Super Mario 3D Land. Outros itens incluem uma roupa de sapo para mergulhos na água e a roupa dos Hammer Bros., que permitem que ele atire martelos. Os chefes dos castelos de cada mundo eram ninguém menos que os filhos de Bowser, os Koopalings, inspirados em figuras históricas como Iggy (Pop) e Ludwig (van Beethoven), explorando o universo dos personagens da série.

fonte: TechTudo

veja também