Um em cada dez jovens brasileiros acessa o Facebook pelo menos uma vez por dia

10% de jovens acessam o Facebook pelo menos 1 vez por dia

Atualizado: Quarta-feira, 9 Maio de 2012 as 12:53

Quase 80% dos jovens brasileiros já acessam redes sociais, segundo dados do ConsumerLab, laboratório de pesquisas de comportamento da Ericsson. O estudo aponta ainda que um em cada dez jovens no país – cerca de 14% – acessa o Facebook pelo menos uma vez por dia.

Apesar de indicar o uso crescente do Facebook entre jovens de 15 a 24 anos no Brasil, a pesquisa indica que a rede de Mark Zuckerberg ainda está atrás de outras ferramentas sociais, como o MSN (utilizado por 21,6% dos entrevistados) e YouTube (17,2%).

Depois do Facebook, aparecem na preferência dos jovens brasileiros o Twitter, acessado ao menos uma vez por dia por 12,8% deles, e o Skype, 3,6%.

O estudo identificou também alguns estereótipos que são evitados pelos jovens que passam usar o Facebook: perseguidor, fofoqueiro, carente, inconveniente, metralhadora de informações e observador curioso (veja tabela ao lado).

Isso porque, segundo a pesquisadora Luciana Gontijo, do Consumer Labs na América Latina, o espaço social do Facebook possui uma ética própria e estabelece regras claras de comportamento”. “Quem não as segue é rapidamente excluído e banido pelo grupo”, explica.

O estudo foi feito no final de 2011 com 986 usuários brasileiros em nove cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Belém, Fortaleza, Recife e Salvador.
 
Lazer no Facebook

Uma outra pesquisa indica que o Facebook foi o site mais acessado por brasileiros durante finais de semana e feriados de abril.

No levantamento da consultoria Experian Hitwise, apenas no dia 7 de abril (sábado) o Facebook não foi o destino mais acessado. O Google Brasil permanece como site mais visitado durante os dias de semana e no período consolidado para o mês de abril.

O maior acesso ao Facebook no Brasil durante os períodos apontados no estudo indica, segundo Juliano Marcílio, presidente da Experian para América Latina, que a rede social criada por Mark Zuckerberg recebe “uma fatia maior do bolo durante os períodos de lazer”.

Ainda assim, o estudo ressalva que o acesso à internet no Brasil durante finais de semana e feriados é menor do que durante dias úteis.

veja também