Valorização da virgindade - retrocesso para alguns, avanço para outros

Valorização da virgindade - retrocesso ou avanço?

Atualizado: Quarta-feira, 22 Fevereiro de 2012 as 1:47

Namorar por 5 anos e continuar virgem pode parecer absurdo para alguns, não para Jefferson Chaves Coelho, 18, e Aline dos Santos, 17, ambos de Araraquara.

Ele, que é evangélico, afirma que a religião ajudou na escolha, mas que também é sinal de amadurecimento e os ajuda a se conhecerem melhor antes do casamento.

Embora o comportamento ainda seja aderido por poucos, comparado ao número de adolescentes e jovens que iniciam a vida sexual cada vez mais cedo, o número de movimentos que pregam a abstinência antes do casamento só aumentam.

“Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação - que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus”. Esse é texto encontrado em Tessalonicenses e que é usado na página "Eu Escolhi Esperar" no Facebook. Incentivando a virgindade, a página conta com mais de 300 mil apreciadores.

O jovem Gustavo Luiz Venturelli, 23, é outro a defender essa postura e por isso criou o site Vida Jovem Cristã.  “O prazer rápido e fácil de agora pode acabar virando a tristeza de amanhã, enquanto que esperar um pouco mais agora nos traz felicidade pro resto da vida”, comenta.

Mas o comportamento também diverge opiniões. a psicanalista carioca Teresa Palazzo, por exemplo, acredita que essa valorização da virgindade como um “retrocesso”; entretando, o psicanalista Fernando Tavares de Lima o vê como positivo, pois age contra a banalização do sexo.

 

com informações da Rede Bom Dia

veja também