Viagem de formatura: dossiê Porto Seguro

Viagem de formatura: dossiê Porto Seguro

Atualizado: Quarta-feira, 3 Agosto de 2011 as 9:24

Que Porto Seguro é um destino conhecido por onze em cada dez alunos que estão no terceiro ano do Ensino Médio, isso não é novidade para ninguém. A cidade do sul da Bahia é considerada a meca das viagens de formaturas há anos. Uma fama que passa como um bastão a cada estudante formado. E razões para essa atmosfera de balada sem fim não faltam: visuais paradisíacos, festas com os pés na areia, coquetéis exóticos, muita paquera (e por aí vai).

Pensando em você que ainda está em dúvida se Porto Seguro é o destino ideal para curtir com os amigos o fim de uma jornada no colégio, o iG Jovem revirou a cidade para te indicar boas sugestões de passeios, compras, festas e, claro, dar toques para te tirar de possíveis roubadas. Confira:

Atenção tripulação

Procure chegar ao aeroporto com uma hora de antecedência e, caso a viagem for organizada por alguma agência, use a camiseta de identificação que eles fornecem – pode até ser cafona, mas ela vai te ajudar a conhecer outros estudantes e ser reconhecido pela equipe de monitoria. Para saber o que é legal enquanto estiver dentro da aeronave, caso seja sua primeira viagem de avião, siga essas dicas aqui.

Fechando a mala

Quando você for montar a sua bagagem, nunca tire de vista que você está indo para a praia. Ou seja, levar mais que um moletom e uma calça para uma situação de frio é exagero. Outra coisa: três pares de sapato são mesmo necessários? Lembre-se que você irá passar boa parte da viagem de chinelo. Então use o espaço na mala para se munir de roupas leves, produtos de higiene pessoal, protetor solar, repelente (não esqueça!) e um baralho. Garanta que a bagagem não vá totalmente cheia, afinal, você irá precisar de um lugar para trazer lembrancinhas. Ah, e não se esqueça de passar um cadeado na mala!

Hotel não é casa da mãe Joana

Aqui a palavra-chave é: bom senso. Independente da acomodação que você escolher, saiba que em Porto Seguro os funcionários da hotelaria local entendem que o clima é de festa. Há tolerâncias. Porém, isso não significa que você pode correr pelado pelo hotel e quebrar coisas. Cada prejuízo dado será cobrado. Dos serviços oferecidos, o uso do cofre é recomendado. Caso seu quarto vire ponto de encontro da galera, não dá para garantir que ninguém agirá de má fé. Atente-se também aos horários das refeições. Perder o café da manhã, por exemplo, significa ficar à deriva da programação do dia até a pausa para almoço.

Para matar a fome

A velha dica do nutricionista de se alimentar de três em três horas ganha um peso extra em Porto Seguro. Explicamos a razão: as festas costumam esmorecer lá pelas 4 horas da madrugada e alguns passeios têm saídas às 10 horas. O sono é escasso. Se não houver um cuidado com a alimentação, o risco de sua resistência baixar é grande. Então, caso surja uma oportunidade, passe em algum mercadinho e compre algo para petiscar durante o dia e seja generoso com o seu corpo nas principais refeições. Para comer em um bom restaurante, levando em consideração a taxa de serviço e as bebidas, você gasta em média R$ 30. Tenha esse valor em mente.

Aprecie com moderação

Se você não gosta de beber ou tem uma relação sem exageros com as bebidas, pule esse tópico. Agora, se você já está se vendo com um copo na mão antes mesmo de chegar a Porto Seguro, atenção. Não seja mais um a entrar na lista dos estudantes que perderam dias de viagem de formatura por conta de uma bebedeira (de certo você já ouviu alguma história dessas). Revezar os drinques com copos de água é uma boa. Você pode até recorrer ao banheiro mais vezes, mas vai minimizar o impacto da ressaca. Beber de estômago vazio? Esqueça. Sobre valores, anote a média de preços: água, R$ 3; cerveja, R$ 5; caipirinha, R$ 8, vodca com energético, R$ 12; batidas, R$ 15. Quer mais dicas? Consulte nosso guia para a balada saudável.

Momento cultural

Quem pensa que os passeios diurnos de Porto Seguro são atrativos chatos que só servem para preencher a agenda está enganado. Claro, a cidade está longe de ser um pólo cultural, pois ainda carece de estrutura para isso, mas tem o seu valor histórico, afinal, a região foi, oficialmente, a primeira a ser descoberta pelos navegadores portugueses no atual território brasileiro. Tire uma manhã e vá conhecer o centro da cidade (aproveite e coma o acarajé da Dona Neusa por lá). Contudo, atenção: sempre que for tirar fotos, seja de uma baiana, jogador de capoeira ou indígenas, peça antes e esteja munido de alguns trocados.

Paraísos

Não se deprima se você se decepcionar com a beleza das praias próximas ao centro de Porto Seguro. A cidade tem um belo litoral, porém, tanto pela alta expectativa dos turistas quanto pelo cenário propriamente dito, muitos visitantes dizem que é possível encontrar mares e coqueiros mais belos Brasil à fora. Então, como uma viagem de formatura merece visuais paradisíacos, a dica que fica é: conheça as praias nos arredores de Porto Seguro. Arraial D’Ajuda e Santa Cruz Cabrália são próximas, têm estruturas de vilas do período da colonização, uma mistura que monta lindos visuais.

Trancoso e Caraíva, um pouco mais afastadas (2 horas de carro), valem o tempo na estrada – águas claras contrastando com a mata atlântica, comunidade hippie em casinhas simpáticas. São viagens dentro da viagem, bem legais! Só que prepare o bolso. Trancoso, por exemplo, tem preços europeus. Uma saída de praia chega à custar R$ 280. Viu meninas?

Lembrancinhas

Hoje chamada de Passarela do Descobrimento, a famosa Passarela do Álcool é o melhor lugar para comprar presentes, basta se atentar. Lá você encontra alguns produtos fáceis de comprar em qualquer loja. Ninguém vai gostar de ganhar algo com cara de “Paraguai”, então privilegie os trabalhos artesanais. Algumas sugestões de lembrança: berimbau, R$ 5 (pequeno), R$ 10 (médio); R$ 20 (grande); camisetas com piadas, três por R$ 10; bolsas, R$ 10; brincos, pulseiras, colares e tornozeleiras, de R$ 5 a R$ 25.

E quanto custa?

Há grupos de estudantes que preferem ir para Porto Seguro por conta, sem ajuda das operadoras de viagens. Dependendo da época e o tipo de hospedagem, essa escolha pode até compensar financeiramente. Porém, se você quer usufruir da presença de outros grupos de formandos, ter descontos em baladas e passeios, procure uma agência. Você pode encontrar bons pacotes que variam de R$ 1.800 a R$ 3 mil reais. Imperdíveis

* A dica gastronômica fica com o Portinha, um estabelecimento que pode ser encontrado também em Arraial D’Ajuda e Trancoso. Lá, além de moquecas e bobó de camarão, você pode recorrer ao básico arroz, feijão, bife e salada. Ninguém passa fome. R$ 37 (quilo).

* Barraca da Amada, na Passarela do Descobrimento. O famoso Capeta (coquetel de vodca, pó de guaraná, canela e leite condensado) é número um em vendas e se você nunca experimentou esta aí uma oportunidade. Agora, se você é do contra, experimente o Lua de Mel (morango, sidra, leite condensado, açúcar e gelo). Também caprichado. R$ 10.

* Em Santa Cruz Cabrália, na Ilha do Sol, não deixe de tomar um banho de lama. Apesar do cheiro que fica na pele, dizem que é medicinal e terapêutico. Mas, na verdade, ele é mais divertido do que qualquer outro benefício. Ainda nessa ilha de manguezal, você encontra uns docinhos caseiros gostosos (já experimentou o Viagra do Baiano?). Vale à pena.

* Piscina com onda, toboáguas de queda, piscina com correnteza, além de tirolesa, arvorismo, escalada. Todas essas atrações estão no Eco Parque Arraial D’Ajuda. O ingresso custa R$ 70.

* Não é uma balada, é um complexo de lazer. A Ilha dos Aquários é uma dos melhores lugares para curtir a noite de Porto Seguro. Para chegar, só de escuna. Para comer, creperia e lanchonetes. Para dançar, três ambientes (pistas de forró, eletrônico e axé). Para relaxar, o visual de tanques de água iluminados e, dentro dos mesmos, vida marinha diversificada. E lá você encontra uma das novas modas de Porto Seguro, a tatuagem de henna fluorescente (R$ 8). Dá um efeito legal na luz negra. Entrada na bilheteria, R$ 45.

veja também