Vivendo, sonhando e transformando eu vou...

Vivendo, sonhando e transformando eu vou...

Atualizado: Quarta-feira, 18 Janeiro de 2012 as 10:28

O sonho

Sonhe com aquilo que você quer ser, 
porque você possui apenas uma vida 
e nela só se tem uma chance 
de fazer aquilo que quer. 

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. 
Dificuldades para fazê-la forte. 
Tristeza para fazê-la humana. 
E esperança suficiente para fazê-la feliz. 

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. 
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades 
que aparecem em seus caminhos. 

A felicidade aparece para aqueles que choram. 
Para aqueles que se machucam 
Para aqueles que buscam e tentam sempre. 
E para aqueles que reconhecem 
a importância das pessoas que passaram por suas vidas. 

Clarice Lispector


Nesse final de ano me deparei com a poesia de Clarice Lispector, e com o desejo de compartilhar suas palavras sempre tão ricas com aqueles que abrirem essa página. 

Etapas finais costumam vir acompanhadas de cansaço, esgotamento, ganhos, perdas, conquistas e derrotas. E também de novas esperanças, novas possibilidades, planos, projetos e sonhos. 

Em meio à correria dos dias, simplesmente aceleramos sem notar, paramos pouco para observar e nos observar, sentir e nos sentir, cuidar e nos cuidar. Tanta preocupação para que nada falte, para que tenhamos o máximo possível, gastando até nossa última gota de energia. 

Para alguns o final foi de encontro ao que tanto se queria, para outros o final trouxe um pouco mais de decepção ou frustração. Para alguns, poucos ajustes precisam ser feitos, enquanto para outros fica a sensação de que serão necessárias enormes transformações. 

Não importa em qual banda você se encaixa. Como nos diz Clarice o que tanto importa ao fim e ao cabo terá sido a capacidade de cada um em simplesmente aproveitar o que nos foi apresentado naquela porção da vida que acontece alheia aos nossos anseios, desejos, planos e controle. 

Ainda que entre choros e quedas, não percamos jamais a doçura, o reconhecimento de nossos esforços, o valor em nós mesmos, a habilidade em olhar para o lado, para o outro e para dentro de nós, acima de tudo, a sempre valiosa capacidade de sonhar e transformar. 

Feliz 2012! 

Por Dra. Juliana Amaral

veja também