Você pode aproveitar bem o estágio. Saiba como

Você pode aproveitar bem o estágio. Saiba como

Atualizado: Sexta-feira, 8 Julho de 2011 as 2:18

A expectativa de quem começa um estágio é dar o primeiro passo para uma carreira profissional de sucesso. Os planos de encabeçar projetos, atingir resultados, promoções e aumentos salariais estão presentes em quem quer seguir esse objetivo. Para saber como esse início de caminhada pode ser o mais eficaz, o iG Estágio e Trainee ouviu o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP), Luiz Flávio Borges D´Urso, que passou dez dicas para os estudantes que se encontram nessa fase da carreira. As orientações apresentadas por um profissional de sucesso na advocacia têm alcance para todas as áreas profissionais, uma vez que a área jurídica é a que mais valoriza o estagiário. Entre os diferencias, os estudantes do quarto ano de Direito podem solicitar até a carteira de estágio, que antecipa a carteira de advogado da OAB para os formados. Também escritórios mais conceituados da área jurídica selecionam universitários sabendo que podem estar escolhendo um futuro sócio, o que é muito comum acontecer.

Luiz Flávio Borges D'Urso é um entusiasta da advocacia e um defensor do estágio. Além de ser  advogado criminalista conceituado, está no terceiro mandato da presidência da OAB-SP. Em vez de admitir que atingiu o sucesso na carreira, afirma que encontrou a felicidade na profissão. Defende que o estágio deve ser feito desde o primeiro ano da faculdade. Diz também que classificar o estudante como um office boy de luxo é uma bobagem e que o principal alimento do advogado é a disputa. Ao iG Estágio e Trainee D'Urso deixou dez lições para que um estagiário aproveite ao máximo essa fase de aprendizado e inicie uma carreira de sucesso. Vale a pena prestar atenção no que ele tem a dizer, seja você estudante de Direito ou de qualquer outra área:

1. Fixe uma meta: "Ponha na sua tela mental o que você quer ser, como um grande advogado, um grande profissional de uma determinada área. Tente se projetar e comece a fazer a cada minuto tudo o que você faz na vida voltado para isso, sem perder o objetivo. E aí irão surgir situações que você vai abraçando para chegar a esse objetivo. Eu me projetei assim, meu sonho era ser um grande advogado criminal. Ficava encantado com os filmes de juri. É preciso ao fazer essa projeção ter convicção absoluta de que ele vai chegar lá. Nada impedirá o estagiário se realmente ele quiser. Ele precisa de obstinação, determinação."

2. Escolha um exemplo: "Tente se projetar em alguém. Eu queria ser um grande advogado criminal e para isso ele olhava olhava Waldir Troncoso Peres e Márcio Thomaz Bastos. Via como eles faziam. Fui também estagiário de J.B. Viana de Moraes, que era um ídolo para mim. Eu observava tudo nele, até como repousar as mãos quando conversava com as pessoas, como atendia o telefone. Essa observação o estudante tem que fazer, ele tem de olhar como aqueles que deram certo fizeram. E não tenha dúvida de copiar. Vai depois adaptando tudo ao seu estilo durante sua trajetória.

3. Fique conhecido: "Sempre soube que não adiantava ser muito bom na técnica se as pessoas não me conhecerem. Tinha que encontrar algo que pudesse me projetar. Na faculdade fui do diretório acadêmico, diretor cultural promovendo cursos, diretor social fazendo festas, fundei um partido na faculdade, fui para a atlética. Então, agreguei muito a vida associativa, a vida acadêmica, com os estudos. O diretório acadêmico te projeta para os colegas, que amanhã serão delegados, juízes, promotores, e isso sem dúvida vai ajudar na sua carreira. Durante a faculdade, é indispensável também que os professores lhe conheçam. Mostre-se como alguém interessado, dialogue com o professor. Faça ele ver que você existe. Isso cria um link que depois de formado, esse professor vai lhe abrir portas, lhe mandar clientes. De repente você é convidado a trabalhar com ele.

4. Conheça e supere suas dificuldades: "O estudante tem que ter consciência de suas limitações, seus pontos fracos, e trabalhar isso para melhorar. Por exemplo, alguns são mais tímidos, têm mais dificuldade para se fazer conhecido, eu já não tinha. Isso me ajudou, mas eu tenho um filho (também advogado) que é tímido. O que ele fez, foi fazer curso de oratória, curso de teatro. Hoje ele trabalha comigo e superou essa dificuldade."

5. Procure estagiar desde o início: "Se possível, faça cinco anos de estágio, desde o primeiro ano do curso. Assim eu orientei meus filhos e assim eu fiz. Estagiei durante os cinco anos da faculdade, um ano em cada local diferente. Para aprender, abrir os horizontes, fazer relacionamento. Por mais que o estagiário possa não perceber, ele está sempre aprendendo."

6. Esteja disponível: "Não fuja do trabalho. A quele que fica quietinho, deixa o outro fazer. No fundo, o outro é que está aprendendo."

7. Abrace desafios: "Peça para estudar um tema, mesmo que não lhe seja permitido. Mostre interesse. Isto vai abrindo caminhos."

8. Deixe uma boa marca: "Não fique muito (em um estágio), um ano ou dois no máximo é um tempo razoável. Mas é fundamental deixar saudade por onde você passar."

9. Faça cursos extracurriculares: "Faça tudo. Na Ordem (OAB-SP) todo dia tem curso. Valem pelo aprendizado e pelos contatos. Eu fiz mais de 70 desses cursos na época da faculdade. Terminava a palestra e ia falar com os professores. Foi assim que conheci juristas importante como Michel Temer, que depois me ajudaram muito. É uma trajetória de convivência que não se encerra. Vale para a vida toda. Além de ser uma demonstração de interesse, que valoriza o currículo."

10. Seja um bom cidadão: "Durante a faculdade não é passada apenas a lei, a doutrina, a jurisprudência. Ao estudante é passada uma formação humanística. Ela é que vai abrir sua mente, que vai fazer você mudar a forma de ser. Você muda o jeito de olhar as pessoas. É quando você afasta a discriminação, afasta o preconceito, a intolerância. Procura entender mais o seu semelhante. Quanto mais você faz isso, mais vê que é falível, finito. Você passa a ser uma criatura humana melhor, o que é fundamental para ser advogado. Sem essa formação humanística, você jamais conseguirá ser um advogado. Faz parte da formação da faculdade, mas o estudante tem de ter a percepção disso."

veja também