XXIV Prêmio Jovem Cientista propõe tema sobre Energia e Meio Ambiente

XXIV Prêmio Jovem Cientista propõe tema sobre Energia e Meio Ambiente

Atualizado: Sexta-feira, 18 Junho de 2010 as 11:42

As consequências dos impactos ambientais vêm tornando cada vez mais urgente a busca pelo desenvolvimento de ações que harmonizem a relação entre o Homem e a Natureza, de maneira sustentável. É com esse objetivo que o XXIV Prêmio Jovem Cientista propõe o tema: Energia e Meio Ambiente - Soluções para o Futuro. Cinco categorias serão premiadas: Graduado, Estudante de Ensino Superior, Estudante de Ensino Médio, Orientador e Mérito Institucional. Há ainda uma Menção Honrosa para um pesquisador com título de doutor que se destaque por sua trajetória na área relacionada ao tema do prêmio. Ele é indicado pelas sociedades científicas selecionadas previamente pelo CNPq.

Inscrições - O regulamento do Prêmio e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.jovemcientista.cnpq.br. Os interessados devem garantir sua participação até o dia 30 de junho deste ano. Na categoria Estudante do Ensino Médio as inscrições podem ser feitas pelos Correios - Rua Santa Alexandrina, nº 336, Rio Comprido, Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 20261-232. Já nas demais categorias as inscrições devem ser feitas pelo site do Prêmio ou pelos Correios também, no seguinte endereço: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - Serviço de Prêmios - SEPN 507, sala 203, Brasília (DF) - CEP:70740-901.

O Prêmio - O objetivo do Prêmio Jovem Cientista - uma iniciativa do CNPq, da Gerdau e da Fundação Roberto Marinho - é buscar, por meio dos diferentes temas abordados a cada ano, soluções simples e acessíveis para problemas diretamente ligados à população. Nesta edição, o foco será o estudo, desenvolvimento e uso de energias alternativas, estimulando a produção e o consumo dessas fontes de energia de uma maneira sustentável.

Seguindo essa premissa, os estudantes de ensino médio podem escolher uma das seguintes diretrizes: Energia: geração e uso (A energia move o universo; Fontes renováveis, não renováveis e geração de energia; Desenvolvimento humano e uso de energia); Impactos ambientais da geração e do uso de energia (Efeito estufa, aquecimento global e Protocolo de Kyoto; Poluentes e a camada de ozônio; Geração de energia e impactos sobre o ambiente e a biodiversidade); Impactos sociais da geração e do uso de energia (Energia. Economia e desenvolvimento; Energia e exclusão social e Saúde humana); Soluções: sustentabilidade e energia (Fontes alternativas de energia não poluente; Exploração sustentável dos recursos energéticos; Geração de energia elétrica e ambiente; Controle da emissão de poluentes; Tecnologias energéticas sustentáveis aplicadas ao campo e às cidades e Mudanças de hábitos e de padrões de desenvolvimento.

Kit pedagógico - Os professores do ensino médio agora contam com um material bem diversificado, que é um kit pedagógico composto por roteiros interdisciplinares, sugestões de exercícios e propostas de abordagens sobre o tema proposto pelo Prêmio. O material está disponível para download no site WWW.jovencientista.cnpq.br e os kits impressos podem ser solicitados gratuitamente pelo site, pelo e-mail [email protected] ou ainda pelo telefone (21) 3232-8923, na Fundação Roberto Marinho. O Prêmio Jovem Cientista também está no Twitter: @jovemcientista.

Para os alunos do ensino superior e os graduados, os tópicos para nortear os trabalhos de pesquisa são: Fontes Alternativas de energias não poluentes; Exploração Racional de recursos energéticos (biomassa, carvão mineral, petróleo); Impacto socioambiental da geração de energia hidrelétrica e da produção de biocombustíveis; Controle da emissão de poluentes e efeito estufa no setor energético; Edificações inteligentes (uso racional de energia e recursos naturais); Eficiência das diferentes fontes de energia; Uso de sistemas isolados para geração de energia elétrica; Ampliação e eficiência do uso de fontes renováveis de energia; Produção sustentável de biodiesel; Tecnologias energéticas (produção e uso) apropriadas a pequenos produtores rurais e Impactos da geração de energia sobre os recursos biológicos e a biodiversidade.

Premiação - Na categoria Graduado, os vencedores são agraciados com R$20 mil (1º lugar); R$15 (2º lugar) e R$10 mil (3º lugar). Para a categoria Estudante do Ensino Superior, os valores são de R$10 mil para o 1º lugar, R$8.500 para o 2º lugar e R$7 mil para o 3º lugar. Estudantes do Ensino Médio classificados em 1º, 2º e 3º lugares recebem um computador e uma impressora cada um. Essa mesma premiação será dada aos orientadores e às escolas dos três alunos vencedores.

Os orientadores dos graduados e estudantes do ensino superior agraciados também ganharão computadores e impressoras. No Mérito Institucional, serão oferecidos R$30 mil para cada uma das duas instituições - uma de Ensino Médio e uma de Ensino Superior - que tiverem o maior número de trabalhos com mérito científico inscritos.

O pesquisador que for indicado para Menção Honrosa ganhará R$15 mil e uma placa alusiva. Além da premiação relacionada, os três primeiros colocados de cada uma das categorias ainda ganharão bolsa de estudo do CNPq.

Histórico - O Prêmio Jovem Cientista foi criado em 1981 com o objetivo de incentivar a pesquisa no Brasil. É considerado pela comunidade científica uma das mais importantes premiações do gênero na América Latina. A entrega da premiação é feita pelo Presidente da República e reúne na cerimônia autoridades governamentais da área da ciência e tecnologia, além dos mais respeitados nomes da ciência brasileira.

Os temas escolhidos são sempre de interesse direto da população e buscam soluções para problemas encontrados em seu cotidiano. Entre os assuntos abordados em anos anteriores estão "Qualidade dos alimentos e saúde do homem", "Reciclagem de rejeitos industriais", "Saúde da população e controle de endemias", "Oceanos: fonte de alimentos", “Saúde da População – controle da infecção hospitalar”. No ano passado, com o tema “Educação para Reduzir as Desigualdades Sociais”, o prêmio recebeu 1.748 inscrições de todo o país, sendo 485 na categoria Graduado, 293 na categoria Estudante do Ensino Superior e 970 na categoria Estudante do Ensino Médio.

veja também