Virada Cultural 2011 terá palco de Stand-up Comedy

Virada Cultural 2011 terá palco de Stand-up Comedy

Atualizado: Segunda-feira, 28 Março de 2011 as 8:58

A organização da Virada Cultura 2011 anunciou na manhã de sexta-feira (25), em coletiva para a imprensa, as principais atrações de seu programa cultural.

A banda brasileira de thrash metal Sepultura se apresentará junto à Orquestra Experimental de Repertório. Também estão escalados os artistas internacionais Misfits, Armando Manzanero, Steel Pulse, Edgar Winter, P.O.D., Straightjackets, Skatalites e Fred Wesley and the New JBs.

A sétima edição do evento será realizada nos dias 16 e 17 de abril, em São Paulo.

Entre os artistas brasileiros, tocam Dominguinhos, Rita Lee, Paulinho da Viola, Marina Lima, Almir Sater, Martn´ália, Erasmo Carlos e a banda RPM, de Paulo Ricardo, com formação original. Os integrantes do Beatles 4Ever irão tocar 24 horas de músicas do quarteto de Liverpool, seguindo a ordem cronológica dos álbuns.

Dentre alguns dos encontros prometidos, Cibelle irá se apresentar ao lado de Cidadão Instigado, enquanto Paulo Miklos irá prestar uma homenagem a Noel Rosa cantando sambas junto do Quinteto em Branco e Preto.

No Sesc Pompeia, haverá uma homenagem aos grandes "reis" da MPB. No sábado, às 21h, o Del Rey cantará sucessos de Roberto e Erasmo Carlos. No domingo, às 3h, é a vez do Instituto fazer covers do Tim Maia,

Também é esperado no Vale do Anhangabaú um encontro de centenas de bateristas, que terão diversos kits montados no local para serem tocados simultaneamente, como uma orquestra. Os interessados devem se inscrever no endereço www.viradacultural.org, que em breve terá a agenda completa e os horários de todas as atrações.

Estreia da comédia

Haverá também um palco inédito dedicado à stand-up comedy no Viaduto Chá, com 28 humoristas de reonome, como Marcelo Médici, Danilo Gentili e Rafinha Bastos, que nesta sexta-feira foi considerado a pessoa mais influente do Twitter, segundo o "The New York Times".

Durante a coletiva, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, disse que "a Virada é o maior patrimônio cultural da cidade. Ninguém nunca vai mexer nela."

Segundo dados da SP Turis, 91% do público da Virada é composto por residentes da cidade. O restante é formado por turistas. Ao todo haverá 13 palcos e sete pistas. O custo do evento é estimado em R$ 8 milhões, e são esperados mais de 3 milhões de pessoas.

Na programação cinematográfica, haverá exibição de títulos dirigidos por José Mojica Martins, no Cine Windsor. Entre eles, "O universo de Mojica Marins", "A lasanha assassina", "Pesadelo macabro", "A sina do aventureiro" (seu primeiro longa), "Ritual dos sádicos (O desperar da besta)", entre outros. No Cine Dom José haverá uma mostra dedicada apenas a filmes de catástrofes.

Outro destaque será a projeção de "O mágico de Oz" com a trilha sonora de "Dark side of the moon", do Pink Floyd, ao fundo, substituindo as trilhas e os diálogos. A exibição será às 2h, no CineSesc.

veja também