18 segundos

18 segundos

Atualizado: Terça-feira, 6 Setembro de 2011 as 4:17

Há uns anos atrás, fui a um congresso de adolescentes, onde o tema era “18 SEGUNDOS”. Mas, como já se esperava muitos me perguntaram o que é "18 Segundos"; qual a relação entre essa expressão e a Bíblia?

O tema pode parecer meio louco - como eu também pensava-, mas depois de analisar com calma, podemos perceber que o título "18 segundos" nos leva a uma reflexão muito além do que nossa imaginação pode prever.

Em I coríntios 5:6, 7 (Versão VIDA), nos diz o seguinte: Não está certo que vocês estejam orgulhosos! Vocês conhecem aquele ditado: “Um pouco de fermento fermenta toda a massa.” Joguem fora o velho fermento do pecado para ficarem completamente puros. Aí vocês serão como massa nova e sem fermento, como vocês, de fato, já são.

Creio que nem precisa de muita explicação, né?! Essa é a explicação lógica de que a bíblia se auto-explica e se completa do início ao fim.

Esse versículo nos chama atenção sobre nossas ações; Qual tem sido suas ações nesses dias? Ou melhor dizendo, o que você tem feito para Deus nesses dias?

Cientificamente falando, dizem que o tempo necessário para o fermento fazer o efeito na massa é de exatamente 18 segundos. Para tanto, "Dezoito segundos" é uma chamada para renunciarmos a nós mesmos. A citação "jogue fora o velho fermento", chama-nos atenção para deixarmos os nossos títulos, nossos pecados, aquelas pequenas picuinhas de "inflamação espiritual" para trás, para que possamos ser "completamente puros" para alcançar essa geração que se afunda cada dia mais neste século.

Infelizmente, temos vivido no meio de pessoas que se preocupam com status, com dinheiro, com sua aparência e com seu próprio conforto. É hora de despertarmos desse sono e enxergarmos como Deus enxergar. É hora de pararmos de nos preocupar com o nosso bem estar e passarmos a pensar que "18 segundos" é o tempo mais do que necessário que o diabo precisa para levar milhões para o Inferno com ele. Devemos usar TODO o nosso tempo para Deus! Devemos ser Sal e Luz nessa geração em TODO o tempo! Devemos usar até os "18 Segundos" de intervalo entre uma respiração e outra para falar de Cristo para os perdidos!

Pensa: Jesus, que é o Filho de Deus, o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores, foi a pessoa mais humilde que passou por esse mundo. E Ele mesmo nos ordena a sermos como Ele. Ou seja, ser como Ele, é fazer tudo o que Ele fez no poder que há no nome dEle. Mesmo assim, muitos de nós ainda nos vemos presos em nós mesmos.

Querido, cuidar do próximo, para mim, é o mais simples dos mandamentos (de se realizar) que Cristo nos mandou fazer, mas mesmo assim, nós não fazemos nem isso. Nem dizer um "Eu te Amo em Cristo Jesus, meu amado" nós dizemos. Nem um "BOM DIA", às vezes nós falamos. A falta dessas ações deve nos causar remorso, caso contrário, tem algo errado em nós. A falta dessa compaixão deve nos causar um "comichão" que nos faça perder o sono. Somos de Cristo e para tanto, devemos ter compaixão por almas, assim como Cristo tem. Devemos ser a nova fórmula química do Fermento que irá modificar esse mundo.

Deus nos chama para Ele; nos chama por completo para seu serviço. Não nos chama à prestação, mas por tarifa Completa. Muitos de nós somos tomados e locautiados pelo pecado de uma forma tão devastadora que, por muitas vezes, sentimos que desafiam a nossa fé, ou até mesmo, que podem nos derrubar.

Para tanto, a Bíblia nos ensina que, como Jovens, "SOMOS FORTES E JÁ VENCEMOS O MALÍGNO". Apesar das tribulações que tentam nos destruir, apesar das lutas, Deus sempre - repito, SEMPRE - , está ao nosso favor. Por isso, não tem do que você sentir medo ou receio. Fale de Cristo para aqueles que precisam!

Lance fora todo o pecado, querido. Lance aos pés de Jesus aquilo que te atrapalha de ir além nos desejos do coração do Senhor, para que assim, Deus te instrumentalize para a obra e para a Glória dEle.

Ore! Peça a Deus a direção!

Tenho certeza que, em Nome de Jesus, você será uma nova criatura quando se colocar a disposição dEle para o Serviço.

Que Deus nos Abençoe!

Por: Wosney Souza

veja também