A lição do último Samurai

A lição do último Samurai

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 10:05

Tom Cruise vestiu a armadura do último samurai e nos presenteou com um filme épico e belo. De alguma forma, as cenas que chegam da tragédia japonesa me fizeram lembrar da trama.

Depois de vacilar durante todo o filme, sobre se devia modernizar o Japão com armas de fogo ou continuar dependendo das espadas dos samurais, o imperador japonês sente o choque de ter perdido seu fiel, leal e principal conselheiro, o samurai Katsumoto.

Katsumoto termina morrendo em combate. Sua morte faz o imperador repensar suas escolhas após uma pergunta marcante. Tom Cruise, como sobrevivente daquele combate, vai até o imperador para entregar a espada de Katsumoto. Revelando um profundo respeito e admiração, o imperador lhe perguntou: Você estava ao lado dele? Conte-me, como ele morreu?

É uma pergunta cortante. Em sua ênfase, deixa transparecer com clareza os sentimentos de tristeza e perda que pulsavam no coração do imperador. Como foram seus últimos momentos? Ele teve chance? Ele fugiu, gemeu, enfrentou? Sem dúvida, foi uma pergunta corajosa, mas a resposta, para mim, é a grande lição do filme. Tom Cruise, após ouvir a pergunta, ajoelhado diante do imperador, ergue a cabeça e dá a seguinte resposta: Não vou contar como ele morreu, vou contar como ele viveu.

Em meu texto anterior - Já, pão. - falei sobre a disciplina e o respeito do povo japonês, tão evidentes em suas práticas diárias. E eu? E você? Como estamos vivendo? Qual herança estamos construindo para aqueles que virão depois de nós? Nosso presente, causará gratidão ou vergonha no futuro?

Jesus morreu e pagou todas as nossas dívidas com seu sangue. Mas como Ele se tornou capaz? A resposta esta em sua vida sem mácula, pecado, defeito, injustiça ou ódio, apenas amor, compaixão e graça. O que dá sentido a nossa morte é nossa vida. Estamos vivos, lutemos até o fim. Se na explosão de um tsunami ou no lento envelhecer dos anos não sabemos , mas quando chegar nossa hora que ela tenha sido precedida por uma boa e decente vida.

Paz!

Pr. Edmilson Mendes

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: "Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

veja também