A misericórdia de Deus

A misericórdia de Deus

Atualizado: Quinta-feira, 17 Novembro de 2011 as 2:41

A misericórdia de Deus é algo que precisamos para a nossa vida. A sua graça é algo que devemos guardar para nós. Devemos sempre estar pedindo a misericórdia do Pai em nossas vidas. O versículo que iremos estudar e refletir um pouco está em Lucas, Capítulo 18, Versículos 9 ao 14.

Leiamos a Palavra de Deus.

9 E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:

10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Óh! Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

A parábola conta sobre um Fariseu e um Publicano que após subirem ao templo oravam ao Senhor. O Fariseu agradecia a Deus e se exaltava dizendo que era um bom servo, diferente do publicano, que ao subir no templo (com a cabeça baixa) pedia MISERICÓRDIA ao Senhor.

Primeiramente, o Fariseu, como Jesus havia especificado, orava de si para si mesmo. Ele queria mais mostrar aos que os ouviam o que eles "eram" do que falar com o próprio Deus. Não havia sequer humilhação, em detrimento da exaltação de Deus, por parte do Fariseu. Ele não se prostrava diante do Criador. Já o Publicano (Coletor de Impostos), aparece em atitude de humildade; ele sabia que estava errado, não queria que sua oração fosse escutada por todos, apenas pedia caridosamente, a misericórdia do Senhor. Que a ira de Deus não caísse sobre ele.

A Bíblia completa dizendo que aquele pois que se humilhar perante o Senhor, será exaltado. Daí vem a necessidade do Verdadeiro Arrependimento. Devemos humildemente clamar pela misericórdia de Deus.

Existe uma história sobre um irmão que queria saber se iria ou não para o céu. Então, ele havia pedido ao SENHOR que lhe dissesse se ele realmente iria para o céu. Naquele mesmo dia, enquanto dormia, teve uma revelação. E no seu sonho ele via um tipo de "medidor" que indicava se a pessoa iria para o céu ou não. Marcava de 0 a 100, no caso quando alcançasse 100 significava que a pessoa iria pro céu. Então ele começou a contar suas obras, e a cada obra que ele havia feito, marcava "1 ponto", mas ele percebia que realmente estava longe de chegar a marca dos 100. Então o irmão começou a chorar e gritou:

- Misericórdia, Senhor!

Então o medidor atingiu a "pontuação máxima".

Perceberam? O que nos salva, o que nos justifica, o que nos limpa é a misericórdia e a graça de Deus. Não por méritos próprios para que não nos vangloriemos, mas por mérito único e suficiente daquele que é digno de toda honra e toda glória.

O que mais é necessário ser feito para que entendamos que não é por nós, mas pelo Espírito Santo que devemos agir. Que somos pequeninos diante de um Deus tão grande. Que, se não fosse pela Cruz, eu e você, querido, não estaríamos aqui para contar a nossa história.

Amém, pessoal?

Quero deixar um vídeo para vocês meditarem. É um vídeo que eu assisti hoje, mas, que tocou muito mesmo o meu coração. O nome é: A Ponte.

Por Átila Alencar

veja também