A Verdadeira Grandeza - Parte II

A Verdadeira Grandeza - Parte II

Atualizado: Segunda-feira, 20 Junho de 2011 as 10:52

"e qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos" (Mc. 10: 44).

Dando continuidade ao artigo anterior e agora analisando as atitudes de celebridades mais atuais, o problema continua e se agravando cada vez mais. Tais pessoas ao atingirem a fama se envaideceram, se exaltaram ao ponto de ridicularizar e até mesmo desafiar Deus, mas todos tiveram um final trágico.

John Lennon. Alguns anos depois de dar uma entrevista a uma revista americana, disse: "O cristianismo vai se acabar, vai se encolher, desaparecer. Eu não preciso discutir sobre isso. Eu estou certo. Jesus era legal, mas suas disciplinas são muito simples. Hoje, nós somos mais populares que Jesus Cristo. - 1966". Lennon, depois de ter dito que os Beatles estavam mais famosos que Jesus Cristo, recebeu cinco tiros de seu próprio fã.

Tancredo Neves. Na ocasião da campanha presidencial, disse que se tivesse 500 votos do seu partido (PDS), "nem Deus o tiraria da presidência da república". Os votos ele conseguiu, mas morreu um dia antes de tomar posse.

Marilyn Monroe. Foi visitada por Billy Graham durante a apresentação de um show. Ele, um pregador do evangelho, na época havia sido mandado pelo Espírito Santo àquele lugar, para pregar a Marilyn. Porém ela, depois de ouvir a mensagem do Evangelho, disse: "Não preciso do seu Jesus". Uma semana depois, aos 36 anos foi encontrada morta de overdose pela ingestão de barbitúricos (funciona como sedativo e calmante), enquanto dormia em sua casa.

Bon Scott. Ex-vocalista do conjunto AC-DC. Cantava no ano de 1979 uma música com a seguinte frase: "Don't stop me, I'm going down all the way, wow the highway to hell". (Não me impeça... Vou seguir o caminho até o fim, na auto-estrada para o inferno). No dia 19 de fevereiro de 1980, Bom Scott foi encontrado morto, asfixiado pelo próprio vômito.

Navio Titanic. Na ocasião em que foi construído, apontaram-no como o maior navio de passageiros da época. No dia de entrar em alto-mar, uma repórter fez a seguinte pergunta para o construtor: "O que o senhor tem a dizer para a imprensa concernente a segurança do seu navio?" O homem, com um tom irônico, disse: "Nem Deus poderá afundar meu Navio". O resultado foi o maior naufrágio do mundo de um navio de passageiros. Das 2.223 pessoas a bordo, apenas 706 foram resgatadas. Mais de 1.500 morreram.

Jesus Cristo. Disse: "o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos".Mesmo sendo Deus, Todo-Poderoso e Senhor do universo se diminui e vem ao mundo como homem, lavou os pés de pecadores (Jo. 13: 1-12) mesmo sabendo que mais tarde o abandonariam, amou seu próprio traidor, chamando-o de amigo (Mt. 26: 50). Morre intercedendo por seus algozes: "Pai perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem".

Jesus vem para mostrar que para ser grande, subir aos céus e chegar ao coração do pai é preciso se humilhar, perdoar, amar os inimigos e servir a todos.

À Jesus Cristo o Senhor, todo o poder, toda honra, glória e força, pelos séculos dos séculos. Amém!

Por: Pr. Elias Inácio

veja também