Agape, Philos, Eros e Stergos

Agape, Philos, Eros e Stergos

Atualizado: Segunda-feira, 19 Setembro de 2011 as 10:36

Faaala galera, beleza ? É... essa semana as aulas voltam e começa uma nova etapa do ano pra gente vencer! Que Deus te dê capacidade pra vencer todos os novos desafios na faculdade, escola, enfim… Agora vamos ao assunto. No último sábado, dia 30, tivemos um jantar romântico na nossa igreja, onde além de jantar, escutar músicas romanticas e fazer declarações (heheh), também fomos alimentados com a palavra de Deus; um alimento especialmente direcionado a casais e que nos abençoou muito. Lembro do meu pastor falando que o apóstolo Paulo pode ser considerado o maior e melhor poeta que já discorreu sobre o amor, já que ele era um homem cheio do Espírito Santo e suas palavras podem ser consideradas de autoria do próprio Deus.

1 Coríntios 13

1  Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

2  E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

3  E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

4  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

5  Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

6  Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

7  Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8  O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

9  Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

10  Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

11  Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

12  Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13  Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

No grego existem quatro palavras para o amor: Agape, Philos, Eros e Stergos. Agape é o amor de Deus, o amor incondicional que move a fé cristã, Philos refere-se à estima, afeição, respeito (que, por exemplo, amigos têm uns pelos outros), Eros é o amor com desejo sexual e Stergos também alude a afeição, especialmente entre membros da família. Na Bíblia a  palavra amor aparece no sentido Agape e Philos, como no caso da passagem que vimos. Analisando o capítulo 12, 13 e 14 podemos ver que Paulo tenta mostrar aos coríntios que se eles não tiverem o amor de Deus, de nada valerá ter os dons espirituais como  profetizar, palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, a fé, os dons de curar, operação de milagres, dicernimento de espírito, falar em línguas, a capacidade de interpretá-las (cap 12, vers. 8,9 e 10).

Os cristãos de Corinto se preocupavam muito com quem era o mais sábio, o mais espiritual, enfim... e por isso eles desejavam muito ter o dom de falar em línguas, o qual eles consideravam ser o “melhor” dos dons. Paulo discordou e comparou o dom de línguas ao da profecia, e mostrou que o dom da profecia era superior ao de línguas porque edificava toda a igreja e não só uma pessoa.

Mas Paulo foi além e afirmou que sem o amor nada disso é proveitável. É claro que nós devemos desejar os dons espirituais, mas muito mais ainda devemos nos preocupar em amar e transmitir o amor de Deus. Além de Deus, sua família, seus amigos, seu namorado, sua namorada… amar as pessoas, enchergá-las como almas que precisam desse amor. E como nós já estamos “carecas” de saber… as demais coisas nos serão acrescentadas segundo a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

I Coríntios 12:11

Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas essas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.

veja também