Aspectos do Chamado - Parte 3

Aspectos do Chamado - Parte 3

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 11:43

Chegamos à terceira parte do devocional cujo tema é "aspectos do chamado". O primeiro aspecto, como vimos na primeira parte, foi a transformação do comissionado. O segundo foi a capacitação do comissionado. Este foi abordado na segunda parte do devocional. Hoje, abordaremos sobre a abnegação do comissionado. Observe que, nas duas devocionais anteriores, Cristo toma a iniciativa, isto é, ele transforma e capacita a quem ele chama. A partir de agora, porém, a iniciativa é do comissionado. Este é chamado a uma atitude destemida e, ao mesmo tempo, arriscada, porém, correta.

Abnegação é algo que Jesus faz questão de tornar comum entre os que professam o seu nome. Pedro, André, Tiago e João, rapidamente captaram a idéia. O texto de Mateus 4:20 é formidável. Ele nos mostra uma atitude baseada não na inconseqüência de uma mente frágil, mas na convicção de uma fé inabalável! O texto diz: No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram. Os irmãos Pedro e André tomaram a decisão mais importante de suas vidas. Eles não demoraram a entender que não há como seguir a Cristo sem abnegação.

As palavras do versículo 22 sobre Tiago e João são ainda mais impressionantes. Está escrito: E eles, deixando imediatamente seu pai e o barco, o seguiram. Estes homens estavam dispostos a renunciar tudo o que tinham, por Jesus. Eles deixaram a família. Muitas vezes é preciso que façamos o mesmo. As idéias da família são outras? Abandonemo-las! Os propósitos são outros? Abandonemo-los! A fé é outra? Abandonemo-la! Sim, renunciemos tudo aquilo que nos impede de chegar perto do Salvador. Tiago e João abandonaram a profissão por amor a Cristo. Quando o trabalho é desonesto, deve ser evitado. Quando o dinheiro tiver mais domínio sobre nós do que o próprio Cristo, precisamos repudiá-lo. O dinheiro é tentador e destruidor.

Muitos homens e mulheres do passado e do presente se sacrificaram por um propósito santo e eterno. São pessoas que se sujeitaram a sofrer prisões, naufrágios, escárnios, açoites e morte, por amor a fé que de uma vez por todas foi entregue aos santos! Quem os ensinou, na prática, o princípio da abnegação foi o próprio Cristo quando renunciou a própria vida, pela nossa vida! Isso nos ensina algo: não há cristianismo sério sem renúncia. Não há exaltação sem humilhação. O que temos renunciado por Cristo? Se as circunstâncias da vida lhe encurralarem num beco sem saída e você tiver de fazer uma escolha, escolha a Cristo, pois ele escolheu você.

Jailton Sousa é missionário da Igreja Adventista da Promessa. Também atua no Departamento de Educação Cristã (DEC) da Igreja Adventista da Promessa, em São Paulo-SP, e colabora com artigos para o site da FUMAP (Federação das Uniões da Mocidade Adventista da Promessa).

veja também