Atitudes que o tempo não apaga

Atitudes que o tempo não apaga

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 4:21

“És tu, porventura, maior do que Jacó, o nosso pai, que nos deu o poço, do qual ele mesmo bebeu, e, bem assim, seus filhos, e seu gado?” – João 4.12.

No encontro da mulher Samaritana com Jesus, no momento da confrontação, procurou se defender com a tradição. Inocente ou sarcasticamente perguntou se Jesus era maior que Jacó. Sim, Jesus foi, é e sempre será maior que Jacó, os Patriarcas, os Profetas, os Sacerdotes, Seus Pais terrenos e os Apóstolos.

Nenhum ídolo de metal precioso, deus, espírito evoluído ou E.T. é maior que Cristo. Não há ninguém com as Suas credenciais. Algum outro personagem absorveu tantas profecias, dividiu a história, viveu perfeito, realizou milagres, ensinou princípios eternos, morreu numa cruz e ressuscitou ao terceiro dia, como Jesus? Algum outro nome é mais procurado nos sites de buscas da internet, como o Filho do Deus Vivo?

Algum nome produz mais transformações que este nome glorioso? Mas em sua confrontação a mulher evocou um dos maiores testemunhos Bíblia: Jacó, que mais tarde chamou-se Israel. Com este exemplo aprendemos que:

Jacó cavou o poço. Há muitas coisas que Deus não fará porque a responsabilidade é nossa. Jacó, diante das dificuldades cavou o poço. O trabalho deve ter sido árduo, porque o solo da Palestina é rochoso e os lençóis de água são profundos. Nem tudo cai do céu. A maioria das bênçãos que aguardamos está contida em nosso suor.

Jacó bebeu da água do poço. Esta água representa também a graça de Deus, a salvação. Não basta apenas saber onde a água se localiza e descobri-la. É preciso experimentar e saciar a sede. Não basta saber o que fazer para ter uma comunhão com Deus, mas é preciso por em prática. Não podemos viver de experiências alheias, é preciso as nossas, de forma pessoal e concreta.

Jacó deu água para seus filhos. A família é um projeto tão antigo quanto o ser humano. No seio da família experimentamos proteção, realização, carinho, amor e força para viver. Família é o nosso mundo no qual a nossa verdadeira personalidade se manifesta. Jacó não foi egoísta e deu água para seus filhos. A responsabilidade da água pura é dos pais. É preciso educar e orientar àqueles que nos foram presenteados por Deus. Há muitas águas impuras no mundo, principalmente nos meios de comunicação, as quais há necessidade de filtrá-las.

Jacó deu água para os seus animais. Naquele tempo os animais representavam a principal moeda de troca, as vestes, a alimentação e os bens. Quando estamos de bem com Deus, tudo à nossa volta passa a ser beneficiado. Emprego, escola, parentes e amigos, recebem a porção da graça que há em nós. Muitos não estão ao nosso redor por acaso. É preciso vencer o egoísmo e o preconceito. E, movido por um amor incondicional, estender a mão e dar das nossas águas.

Seja como Jacó. Cave um poço missionário e distribua suas águas. O tempo passará, mas o testemunho permanecerá para sempre.

veja também