Cuidado com a 'Bola de Demolição'

Cuidado com a 'Bola de Demolição'

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 11:43

Não lembro se já comentei aqui no blog, mas eu sou professor de matemática e trabalho todos os dias de manhã em uma escola aqui na cidade. Essa semana quando estava indo para o trabalho, percebi que estava começando uma construção perto da escola, na qual os operários estavam utilizando aquela bola enorme para demolir o prédio antigo. Até aí, tudo bem... o problema é: eu nunca tinha percebido o barulho que aquela porcaria faz quando batem com aquilo no prédio. Gente... é sério... é um barulho sem noção! Não tem como explicar! Eu tenho saído todos os dias com a garganta doendo da sala de aula de tanto competir com o barulho daquele troço batendo no prédio. Só pela graça de Jesus! O mais engraçado disso tudo é que, de tanto o barulho me atrapalhar, eu pensei numa coisa: "O quanto o pecado manifestado em nossas ações afetam as pessoas?". Sim, acredite! Eu consegui pensar com aquele barulho.. rsss!

Olhando aquela bola bater e voltar no prédio, estava fazendo a seguinte comparação: nós somos o prédio dessa ilustração e o pecado é a bola de demolição. As vezes damos tanta margem para o pecado em nossa vida que quando percebemos ele praticamente nos derruba. Só que, além de cairmos, antes, o pecado (no caso, a bola de demolição), causa "barulhos" que alcançam as pessoas que estão em nossa volta e as fazem sofrer com isso.

Estava conversando com minha mãe um dia desses sobre uma pessoa que nós conhecemos, em que o filho está envolvido no mundo das drogas. Primeiramente, estava falando com minha mãe que ela tinha que agradecer a Deus pelos filhos de ouro que ela tem (modéstia parte... rssss....), e, além disso agradecer porque pela graça de Deus nós não vivenciamos isso na nossa família. Aleluia! Porém, não é o mesmo que acontece na família daquele garoto. A mãe dele não sabe mais o que fazer para ajudar o garoto, a não ser a internação dele em uma clínica especializada nesse tipo de tratamento. Você conseguiu perceber uma coisa: o erro dele tem afetado não só a ele, mas os "vizinhos" desse "prédio". Os vizinhos sofrem com o barulho, gastam com remédios e, na maioria das vezes, se sentem totalmente impotentes em virtude do tamanho da bola que está à demolir o prédio vizinho.

Uma outra situação é um casal de namorados que tem relações sexuais antes do tempo certo e acarreta numa gravidez inesperada. Me diz uma coisa: esse casal vai conseguir resolver tudo sozinho ou vai sobrar alguma coisa para os pais e familiares resolverem? Não preciso nem responder, né?! É assim que funciona, um gesto feito "à moda boi" hoje pode levar em uma consequência não só para a sua vida, mas para uma gama de pessoas que você às vezes nem pensaria que seriam atingidas pelo seu erro.

No mundo em que vivemos, nós Cristãos não devemos dar mole para o "papo furado"; nós somos vigiados 24 horas pelo inimigo, pois ele espera um deslize nosso para jogar todo um trabalho, todo um ministério, toda uma reputação, toda uma geração no chão. O diabo não precisa de uma porta inteira para entrar e fazer uma bagunça; qualquer brecha que é aberta para ele, é MAIS DO QUE SUFICIENTE!

Essa realidade, meu querido, deve incomodar nosso coração. Esse incomodar que digo é no sentido de sermos Luz e Sal para que essa geração pare com a ação pecaminosa e reconheça que em Jesus somos LIVRES de todo pecado e injustiça que lançam contra nós! Em Romanos diz que "Somos UM só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros". Ou seja, devemos sim zelar pelo bem estar espiritual do nosso vizinho também. As vezes olhamos apenas para a nossa casa e esquecemos de olhar se o vizinho tem se alimentado. É Simples se importar! Tente fazer isso e você verá o quanto Deus se manifesta através da sua vida.

Assim como eu não aguento mais o barulho daquela bendita bola, em âmbito espiritual, nós devemos sempre estar incomodados quando percebemos que pessoas ao nosso redor estão em pecado. Presta atenção numa coisa: Exortar uma pessoa em relação aos seus atos, não deve ser tratado como se você fosse o "bomzão", "o perfeito" na história, e ele taxado como "O PECADOR". Não é bem assim que a banda toca meu querido! Somos TODOS pecadores e buscamos em Cristo a libertação e a santificação das nossas vidas. É necessário que a cada dia venhamos a buscar em Cristo a solução e o direcionamento de tudo aquilo que pedimos e pensamos.

Lembre-se: A "bola de demolição" pode fazer barulho, mas nenhum barulho supera o rugir do Leão de Judá, JESUS, nosso Rei!

Que Deus nos abençoe!!!!

Por Wosney Ramos de Souza

veja também