Curta a vida, mas seja consciente!

Curta a vida, mas seja consciente!

Atualizado: Sexta-feira, 1 Fevereiro de 2013 as 2:02

 

curtir
 
É importante sempre lembrar que os prazeres não são valores definitivos, ou seja, duram pouco
 
Curtir está mais que na moda. Nas redes sociais, é possível que o ícone mais clicado seja o “curtir”. A regra e a política da boa vizinhança atual mandam curtir uma boa música, um bom produto, uma boa foto, um bom pensamento etc.
 
Porém, os jovens, principalmente eles, estão transferindo esta facilidade virtual para o mundo real, e o problema é que, “na real, clicar não basta”, alegam. Há que se experimentar, tocar, sentir. Compram quase tudo que desejam, namoram quase todas que encontram, bebem tudo que lhes oferecem, falam o que não devem, cantam o que não deveriam cantar. 
 
Ruína premeditada? Talvez. É o desejo da felicidade presente em detrimento das incertezas do amanhã. Entretanto, há uma pergunta simples, objetiva e real: que benefício isso pode trazer?
 
É bem verdade que, a certa altura do livro de Eclesiastes, somos motivados a aproveitar a vida enquanto ela nos for útil (Ec. 11:9,10). Em frações de segundos, o texto parece trazer alívio imediato, principalmente para quem é “crente virtual”, afinal, Tiago 4:14 nos afirmará que a nossa vida é como a neblina passageira, que aparece por algum tempo e logo depois desaparece. Mas, é só sensação de alívio virtual, pois “na real”, o mesmo Eclesiastes nos alertará: “mas saiba que por todas essas coisas Deus o trará a julgamento”. 
 
E mais, “prestaremos contas a Deus por tudo que fizermos, e de que todos esses prazeres não são valores definitivos, ou seja, duram pouco” – (Ec 2:11). 
 
Salomão teve tudo que alguém pode desejar: fama, poder, riqueza. Ainda assim, ele afirmou que “ tudo não passava de ilusão, vaidade…como se estivesse correndo atrás do vento”.
 
Portanto, a lição é: não curta a vida de forma desregrada, inconsequente e irresponsável. Gálatas 6:7 traz uma advertência: “Não se enganem: ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá”.
 
Curtir o mundo virtual ou real deve estar acompanhado de um sentimento puro, equilibrado e com propósito. Quer algo real para curtir? Isaías 55:6. Procure e curta.
 
 
 
Pr. Amadilson de Paula
 

veja também