De quem é a última palavra?

De quem é a última palavra?

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 5:05

Quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam para fora um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.

Logo que o Senhor a viu, encheu-se de compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores! (Lc. 7. 12 e 13).

Uma das maiores certezas da humanidade é que um dia todos morrerão e ninguém está cem por cento preparado para lidar com a morte, muitas pessoas tem medo de morrer ou de perder entes queridos. Mas então, como resolver este problema que assola tanta gente?

A resposta está na Bíblia e a solução, o antídoto para este mal se chama JESUS CRISTO, Ele é o autor da vida, aquEle que pode todas as coisas. Os evangelhos narram cinco milagres de ressurreições feitas por Jesus, veja agora um deles.

Diz o texto que em um determinado dia Jesus decidiu ir até a cidade de Naim. Esta cidade estava localizada na região da Galiléia, era uma simples cidade e não muito importante. Mas Jesus tinha algo para realizar naquele lugar.

E diz ainda o texto que ele não foi sozinho, mas acompanhado de muitos discípulos e de uma grande multidão.

O evangelista Lucas faz questão de dividir os discípulos da multidão. Ele poderia colocado assim: "E com ele uma grande multidão de discípulos.” Mas ele não faz assim. Sabem por quê? Porque nem todos que buscavam, seguiam e andavam com Jesus eram seus discípulos.

A grande maioria ali, não estava atrás do Jesus da benção, mas da benção de Jesus. Não queriam compromisso com Jesus, nem renunciarem suas próprias vidas por amor a ele. Eram apenas consumidores da benção, verdadeiros parasitas religiosos.

Quando Jesus estava chegando a porta da cidade, de lado de dentro estava saindo um funeral de um jovem, filho de único de uma mão viúva.

Imagine a situação daquela mãe: O seu sofrimento, a sua angustia, a sua dor, sentimento de vazio e solidão. Aquele filho era a única coisa que lhe havia restado. Ela já havia sofrido antes com a morte de seu marido.

COMO VOCÊ SE SENTIRIA NUMA SITUAÇÃO DESTA?

Mas eu quero lhe chamar atenção para o contraste que há nestes versículos. Vemos aqui o encontro de duas multidões. Uma esta seguindo a vida. Pois Jesus disse: "Eu sou o caminho a verdade e a vida.” E a outra está seguindo a morte. Uma outra observação é que aonde Jesus chega a morte não pode ficar. Sabe por quê? Porque Jesus é a vida e onde está a vida não há lugar para a morte!

Jesus compreende nossas dores. Ele sente nossas perdas. E ele nos conforta com o anúncio de que a hora de chorar terá fim.

Quando Jesus ressuscitou o filho da viúva, ele mostrou que a morte não tem a última palavra.

A última palavra é de Jesus. É a palavra mais poderosa que existe, e é uma palavra temperada com compaixão. Como Max Lucado observou, Jesus "não ressuscitou os mortos por causa dos mortos. Ele ressuscitou os mortos por causa dos vivos". Um dia, toda a dor e sofrimento, todas as perdas que nos rondam se renderão à palavra de Jesus. Quando Jesus fala, até a morte tem que recuar.

Para encerrar este assunto, disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá. De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos,   num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Se a nossa esperança em Cristo só vale para esta vida, nós somos as pessoas mais infelizes deste mundo.   Mas a verdade é que Cristo ressuscitou, e isso é a garantia de que os que estão mortos também ressuscitarão.   Porque, assim como por meio de um homem veio a morte, assim também por meio de um homem veio a ressurreição.   Assim como, por estarem unidos com Adão, todos morrem, assim também, por estarem unidos com Cristo, todos ressuscitarão. Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida. ( Jo 11:25, 1 Co 15: 19-22, 51-52,, I Jo 5:10-11).

Creia, a última palavra é dada por Jesus!

Por Pr. Elias Francisco Inácio

veja também