E o meu nome será...

E o meu nome será...

Atualizado: Terça-feira, 12 Julho de 2011 as 9:44

Hoje, no horário do almoço em minha casa, surgiu um assunto muito interessante: nome dos filhos. Estava comentando que tenho uma aluna que possui um nome muito diferente, incomum. Não sei se vocês perceberam, mas meu nome também não é a 10º maravilha do mundo, mas mesmo assim amo ter esse nome, Wosney!

Na conversa, minha mãe comentou que quando eu nasci, a intenção dela era de colocar em mim o nome do meu pai, Djalma, mas que por pedido do papai, não foi realizado. Outro nome que foi levantado, foi o nome Gustavo, mas tal também não foi escolhido. Porém, o que quero pensar hoje com vocês é sobre como surge os nossos nomes e, ao mesmo tempo, fazer uma caminhada na bíblia sobre esse fato interessante.

Quando se fala em "nome da pessoa", vemos que existem muitos casais que dão nomes aos seus filhos por algum significado que este venha a ter, seja bíblico ou não, como por exemplo Gustavo, que significa "bastão de Combate". Nada a ver, né?? (rs). Mas, se atentarmos aos detalhes, vemos que o nome, quase que sempre é dado à criança para que ela venha a ter as características que o nome carrega.

Na bíblia, percebe-se uma característica muito interessante presente em quase que em todos os livros: "A mudança de nomes". Saulo, agora é Paulo; Abrão, agora é Abraão, dentre outros. A mudança do nome de Abrão é algo que me chama atenção: "Daqui em diante o seu nome será Abraão e não Abrão, pois eu vou fazer com que você seja pai de muitas nações" (Gênesis 17:5).

Conseguiu enxergar o ponto em comum em todos eles? Antes, na sua antiga vida, eles eram vistos e conhecidos como "uma pessoa", agora, com a mudança do nome, se aplica à eles uma "nova imagem". Abrão, agora chamado por Deus de Abraão, recebe um novo nome de acordo com a sua nova caminhada. Muitos personagens bíblicos eram conhecidos como homens tiranos, sem amor, sem temor a Deus, mas quando eles tiveram uma experiência com Deus, aceitaram o chamado, a missão, tudo mudou. Fico maravilhado em perceber que quando aceitamos à Cristo como nosso Salvador, isso acontece conosco. Nós passamos a ter um "outro nome" diante de Deus; passamos a ser a "diferença" nesse mundo.

Hoje, me vi pensando na seguinte idéia: qual seria o meu novo nome? Será que seria algo do tipo "Emanuanderson" ou "Fernandiscley"? (rs). Bom, qual nome seria eu não sei, mas o que tenho certeza é que quando aceitamos a Cristo como nosso Salvador, nossas atitudes devem mudar por completo. Sempre ouvimos a expressão de que quando aceitamos a Cristo, nossas vestes espirituais são mudadas. Creio que não é só isso.

Quando aceitamos a Jesus, nosso caráter é mudado e, junto com ele, o nosso crachá que antes estava escrito "pecador", passa a dizer (com letras vermelhas – sangue de Cristo), FILHO AMADO! Fico maravilhado com isso! Jesus nos resgata por completo, muda o nosso nome, nossa mente, nossos desejos, e passamos a enxergar as coisas como Ele enxerga; passamos a sentir as coisas segundo o coração de Deus.

Por isso querido, existe um motivo principal que nos chama para mudarmos o nosso nome: assumirmos a imagem de Cristo.

Não existe nenhuma pessoa na face da Terra que pode afirmar que continua a mesma pessoa desde que aceitou a Jesus. Isso é impossível! Quando Jesus entra na nossa vida, ela muda por completo. Quando temos o nosso nome trocado, passamos a ter uma nova identidade diante de Deus e deste mundo. Quando Jesus começa a habitar em nós, o rosto que deve transparecer em nós, é o de JESUS, e apenas o dele.

É à partir da imagem de Cristo em nós, que podemos ser a mudança que este mundo tanto necessita ver. É à partir do nosso testemunho que muitos passaram a reconhecer a Cristo como o Salvador de nossas vidas.

Lembre-se: Cristo sempre deve ser o ponto de partida de nossas ações. Aproveite essa nova identidade que ele te deu, e use-a, não para engrandecimento próprio, mas para ser um instrumento para povoar o Reino dos Céus! Deus Seja Louvado!

Que Deus nos abençoe!

Por: Wosney Souza

veja também