Eu me envergonho de esperar (às vezes)

Eu me envergonho de esperar (às vezes)

Atualizado: Quinta-feira, 17 Maio de 2012 as 2

Sempre que somos colocados ante a várias opções, às quais temos que escolher apenas uma, avaliamos a todas, para que não venhamos a tomar uma decisão precipitada. 

Essa escolha, na maioria das vezes, está relacionada a propósitos pessoais, sonhos que vem de nossas próprias convicções e aptidões, ou pode também ser relacionada à pressões que sofremos pelos que nos rodeiam.

Geralmente não nos envergonhamos dessas decisões e escolhas. Pelo contrário, nos tornamos determinados a realizá-las a qualquer preço.

Então, em um momento perfeito, DEUS, O Soberano, aperta o botão do “start” para a realização dos Seus sonhos em nossa vida, dando inicio a um novo “começar”, a um novo sonhar,a um novo caminhar, a um novo escolher....

Somos conduzidos, pelo Espírito Santo, a estradas dentro do nosso coração, em que antes ninguém havia passado. 

É fato que precisamos renunciar o amor às coisas desse mundo (1 João 2:15 a 17), viver a santidade que é o pré/durante/pós-requisito para vermos ao Senhor (Hebreus 12:14), não andar mais conforme andávamos antes (incrédulos, idólatras, nas trevas e praticantes da iniqüidade, conf. 2 Coríntios 6:14 a 16). Disso tudo temos plena convicção.

Passamos a estar fora do jugo desigual, em santidade, separados para o Senhor. Vivendo de fato a escolha de esperar. Uhuu, é isso aí, essa é minha vida, esse é meu mundo!

Então Deus nos confronta mais uma vez (que não será a primeira e MUITO MENOS a última, viu?)...

Chega um "futuro filho do Altíssimo" ao seu lado e lança:

‘"Tô sabendo que tu largô os barato doido, já não pega mais ninguém, ta diferente em casa, mó caretão pra tudo, é o quê? Ta doente? Ta deprê? Ta sem grana? Pode falar mermão, tamo junto!".

Essa é a hora da verdade. Dá um frio na "espinha" (coluna rs), a voz breca, vem o sentimento de repressão, dúvida, dá um branco danado. Nada sai, nos fogem explicações, pensamentos apologéticos, razões, motivos... 

Simplesmente nos envergonhamos, diminuindo a decisão mais importante das nossas vidas: viver a vontade de Deus, que é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2).

Amados e amadas do Senhor, todos nós que estamos à espera, somos chamados por Deus para não nos envergonharmos do que está LIVRE, LEVE E LIMPO de vergonha!

Impureza e imundice são vergonhosas, viu? Mas a pureza, a santidade não!

Não aceite esse jugo mundano que as pessoas tentam colocar sobre você, NÃO ACEITE!

Busque a Deus. Busque respostas de Deus, para que numa situação como essa (ou semelhante), você saiba exatamente o que dizer!

Seja um Profeta da Espera! E quando o dia do seu casório (ALELUIAAAAA) chegar (300 ALELUIAS), e Deus te surpreender, continue adorando a Ele. Testemunhando da Sua Fidelidade, Amor e Cuidado com aqueles que se colocam no centro da Sua vontade. 

Não se envergonhe da sua escolha, você não está sozinho. Deus está cuidando de você.

E que nosso testemunho de Espera, seja para que muitos possam decidir ser como somos. Que sejamos referência... Não se envergonhe! Compartilhe e Incentive! 

“Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.” Romanos 1:16a


Por Bruna Rhanúsia

veja também