Grávidos!?

Grávidos!?

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 10:52

Oi gente! Fico super feliz de vê-los por aqui mais uma vez nesse instrumento de Deus que é o blog do Sai do Muro.

Hoje vou ser bem direta e objetiva. E quero começar dizendo que eu estou grávida!

Antes que você comece a se perguntar se casei escondido, ou se fui pega de surpresa, ou até mesmo no flagra por algum ato inconveniente cometido com meu lindo, cheiroso, santo e ungido namorado, não é sobre isso que se trata o título do post de hoje.

Uma vez, num testemunho de um casal de amigos meus, ouvi que de todo e qualquer sonho que cultivamos, ficamos "grávidos", melhorando essa expressão, engravidamos de cada sonho nosso. E enquanto ocupamos o útero da nossa mente, do nosso coração e do tempo que investimos para conseguir a sua realização, tomamos para nós o lugar dos sonhos de Deus para as nossas vidas. Sempre que deveríamos engravidar dos sonhos que o nosso Pai tem, não é possível. Porque já engravidamos do sonho errado, da ilusão, ou do bom, que é o pior inimigo do melhor de Deus para nós.

Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

Para engravidarmos do que realmente é a vontade de Deus a ser concretizada em nós, precisamos ter o nosso útero (mente, coração e tempo) disponível para o sonho de Deus ser implantado. Do contrário, se já tivermos engravidado das nossas próprias vontades, desejos e ambições, não haverá lugar para o melhor de Deus em nós. O ideal seria se nós não estivéssemos grávidos daquilo que nós mesmos pensamos que é o que suprirá as nossas vontades e interesses próprios. Mas, geralmente não é assim. O usual é que façamos parte de um ciclo vicioso que parte da gravidez de um sonho meu, para uma consequente frustração incapaz de me realizar, para outro sonho insuficiente, e daí em diante.

para que, no tempo que lhe resta, não viva mais para satisfazer os maus desejos humanos, mas sim para fazer a vontade de Deus. 1 Pedro 4:2

Sendo assim, nos restam dois caminhos se já estivermos grávidos.

O primeiro, se preferirmos insistir no erro, é continuar com essa gravidez infrutífera, que pode tornar real nosso sonho mas continuar nos impedindo de dar atenção ao sonho que realmente satisfará as nossas necessidades verdadeiras, mas que todavia, nos levará a uma frustração e decepção maiores ainda.

O segundo, e mais benéfico, apesar de um pouco assustador a princípio, é o aborto. Sim, precisamos abortar desse sonho que ocupa o lugar de Deus nas nossas vidas, no nosso coração, nos nossos pensamentos, e furta o tempo que deveríamos dedicar a Deus e às Suas obras.

Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu; Hebreus 10:36

Queridos, que todos os nossos sonhos, sejam os sonhos de Deus em nós, e que possamos dizer que estamos grávidos, da vontade dAquele que nos fez, escolheu e também engravidou de nós, sonhando conosco antes mesmo da fundação do mundo.

Por Nathália Ayumi

veja também